Monthly Archives: janeiro, 2017

Os crimes aconteceram na manhã desta segunda-feira, em Sinop

LATROCÍNIO – Um policial militar morto por bandidos durante um assalto: latrocínio, roubo seguido de morte e um bandido morto pela Polícia Militar (PM) durante um confronto com os dois bandidos que mataram o policial Fábio Zampirão com dois tiros. O policial foi morto com tiros à queima-roupa. 

Os crimes aconteceram na manhã desta segunda-feira, 30, na Rua Milena, no Jardim Florença, na cidade de Sinop (Norte, a 500 quilômetros de Cuiabá). O militar morto era soldado do Batalhão da Força Tática.

Durante o assalto à casa do militar, os bandidos descobriram que a vítima era um PM e começaram, a atirar contra ele, que mesmo socorrido à pressas até o Hospital Regional local, Fábio não resistiu aos graves ferimentos e morreu logo em seguido..

Depois de atirarem e matarem o policial militar, os bandidos roubaram a moto Honda Biz dele. Logo em seguida começou uma perseguição policial, terminado com um dos bandidos morto por policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

O ladrão que tinha uma tatuagem e palhaço no peito, no entanto, ainda não foi identificado. O segundo assaltante, conseguiu escapar do cerco policial e está foragido.
 

A jovem, que sofre de doença degenerativa poderá voltar a andar

Após receber células-tronco, Lorena prepara retorno ao Parque Cuiabá Lorena, durante as primeiras aplicações de células-tronco, na Tailândia

Os amigos e paretentes, no Parque Cuiabá, na região Sul da Capital, se preparam para receber uma de suas mais ilustres moradoras, que está em tratamento médico na Tailândia: Lorena Santos, 23 anos. Ela sofre de ‘Síndrome de Machado Joseph”, conhecida como ataxia espinocerebelar, que tem como consequências a perda dos movimentos, dificuldades na fala, na visão e até na ingestão de alimentos. A doença não tem cura, mas existem tratamentos para melhorar a condição de vida das pessoas que sofrem com essa enfermidade. Sua chegada, segundo os familiares, será na sexta-feira, dia 3 de fevereiro. Sua saída do pai asiático está programada para quarta-feira.

O tratamento na Tailândia foi uma conquista jurídica. A jovem ainda deve voltar ao país anualmente para a aplicação de mais células-tronco. Com o tempo, as células vão se adaptando ao organismo do paciente e possibilita o retorno da coordenação motora e neurológica. A família, no entanto, torce para que o tratamento seja aprovado no Brasil e comece a ser custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Lorena Santos viajou para a Tailândia para tratamento de célula-tronco no início de janeiro, ao lado do ex-marido e desde então vem se submetendo a um rigoroso tratamento, que inclui inclusive muita fisioterapia. “Foram momentos de muita dor, cansaço, mas que está valendo a pena, pois vai me dar uma melhor condição de vida”, disse a jovem por telefone. Ela confirmou que os médicos que a atendem preveem que entre 3 meses e seis meses ela poderá voltar a andar normalmente.

Além das aplicações que recebeu de célula-tronco e das fisioterapias, Lorena vem passando por um trabalho intenso para conseguir se recuperar e poder voltar a andar normalmente seu o auxílio do andador. Ela tem de manter uma rigorosa dieta, sem açúcar e carboidratos.

“Todos nós estamos muito felizes com a volta dela e também com o tratamento. Lá eles têm um acompanhamento individual com o paciente não é como aqui no Brasil que o tratamento é geral, disse a irmã Maria Gabriela, uma de suas maiores incentivadoras.

fonte: 24h news

INFORMAÇÕES ATUALIZADAS

Morreu na tarde de hoje (30.01), no hospital Macrorregional de Coroatá-MA, ANTÔNIO JOSÉ CONCEIÇÃO SALES(o Sales locutor) morador de Peritoró-MA, SALES tinha 33 anos, deixa esposa e dois filhos . O corpo está sendo velado em sua residência ( rua sete de setembro), amanhã dia (31.01), o corpo será levado para ser velado na casa de sua mãe, que fica localizada no km 36. O sepultamento vai ser amanhã (31.01) por volta das 17h no cemitério 13.

Sales locutor

 

 

 

O TITULAR DO BLOG SOLIDARIZA-SE COM A FAMÍLIA. FORÇA ! QUE DEUS CONFORTE A TODOS.

Pedro França

Principal articulador do golpe que arruinou a economia brasileira, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) será alvo de um novo pedido de inquérito da procuradoria-geral da República; o motivo, desta vez, é o superfaturamento na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais, que foi orçada em R$ 500 milhões e saiu por R$ 2,1 bilhões; na gravação em que defendeu o golpe para estancar a sangria da Lava Jato, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) ouviu de Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, que Aécio seria o primeiro a ser comido; em nota, o PSDB mineiro disse se tratar de assunto requentado; de acordo com a Lava Jato, Aécio teria recebido propinas da Odebrecht, da Camargo Corrêa e da Andrade Gutierrez 


 Principal articulador do golpe que arruinou a economia brasileira, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) será alvo de um novo pedido de inquérito da procuradoria-geral da República.

O motivo, desta vez, é o superfaturamento na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais, que foi orçada em R$ 500 milhões e saiu por R$ 2,1 bilhões.

As informações da nova investigação contra Aécio foram antecipadas pelo jornalista Severino Motta, do Buzzfeed, o mesmo que antecipou a primeira delação da Odebrecht.

Eis um trecho de sua reportagem: 

O BuzzFeed Brasil apurou junto a investigadores que trabalham na Lava Jato que o senador foi acusado de receber dinheiro das empreiteiras que fizeram as obras da Cidade Administrativa em Minas Gerais: entre elas a Odebrecht, OAS e Andrade Gutierrez. A delação da Odebrecht, inclusive, fará com que a Andrade seja chamada para um ‘recall’ de sua delação, uma vez que não revelou os pagamentos destinados a Aécio, em sua colaboração.  Na delação da OAS, o empreiteiro Léo Pinheiro contou que realizou repasses a Oswaldo Borges da Costa Filho, o Oswaldinho, apontado como operador e tesoureiro informal das campanhas de Aécio entre 2002 e 2014. Pelo relato de Pinheiro, cujo acordo de delação foi suspenso no ano passado pelo STF, 3% era o montante da propina paga aos tucanos pela obra mineira.

Na gravação em que defendeu o golpe para estancar a sangria da Lava Jato, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) ouviu de Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, que Aécio seria o primeiro a ser comido.

Em nota, o PSDB mineiro disse se tratar de assunto requentado. Confira abaixo:

 “Trata-se de assunto requentado. O PSDB-MG desconhece a suposta decisão da PGR e rechaça as também supostas acusações em relação ao senador Aécio Neves. O PSDB-MG contesta insinuação de irregularidade em relação à Cidade Administrativa e informa que o edital da licitação foi previamente apresentado ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas, e todos os procedimentos foram acompanhados e auditados por empresa externa ao estado contratada via licitação.

Informamos ainda que o senhor Oswaldo da Costa nunca teve atuação informal nas campanhas do PSDB com as quais colaborou, tendo sempre atuação formal e conhecida na arrecadação de recursos nas campanhas do PSDB.”

Fonte: Brasil 247

O Ministério Público Federal do Brasil estava em contato com as polícias da Alemanha e dos Estados Unidos para monitorar o empresário

O Ministério Público Federal (MPF) estava em contato com as polícias da Alemanha e dos Estados Unidos para monitorar o empresário Eike Batista desde sexta-feira, 27, dia seguinte à tentativa de prisão contra o ex-bilionário.

Desde aquele dia a documentação necessária a uma eventual extradição do empresário passou a ser providenciada. Nos EUA, o mandado de prisão com difusão vermelha da Interpol não é suficiente para prisão.

Considerado foragido, Eike retornou ao Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira, 30, e foi preso pela Polícia Federal no Aeroporto do Galeão.

De acordo com o MPF, logo que se confirmou que Eike estava em Nova York, a polícia americana iniciou um discreto monitoramento. Naquele momento já havia a informação de que ele havia comprado a passagem que o trouxe de volta ao Brasil no voo AA 973, na noite de domingo, 29.

Antes do embarque de Eike, procuradores no Rio e na Procuradoria Geral da República (PGR) chegaram a checar planos de voo de vários jatos brasileiros que poderiam estar nos Estados Unidos e auxiliar numa fuga, em especial um que partiu na mesma data do voo de saída do Rio e tinha um plano de voo suspeito.

Os policiais americanos só terminaram a mobilização e deram seu aval ao embarque quando a porta do avião fechou e a lista de passageiros foi checada.

Segundo o MPF, esse é o procedimento padrão e o mesmo utilizado pela força-tarefa da Lava Jato no caso da prisão do advogado do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, Edson Oliveira.

A Procuradoria Geral da República já tinha pronto um pedido de prisão preventiva para ser convertido em “provisional arrest warrant” (prisão preventiva) nos Estados Unidos.

Esse pedido teria que tramitar pela via diplomática , seguindo o Tratado de Extradição entre Brasil e Estados Unidos, e não pelo Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do Ministério da Justiça (DRCI/MJ).

O artigo 8º do tratado afirma que “os Estados Contratantes poderão solicitar, um do outro, por meio dos respectivos agentes diplomáticos ou consulares, a prisão preventiva de um fugitivo, assim como a apreensão dos objetos relativos ao crime ou delito”.

Mesmo quando o retorno voluntário do suspeito é esperado, o procedimento padrão é preparar todo o material necessário ao pedido de prisão extradicional.

O mandado de prisão com difusão vermelha (o chamado “red notice”) da Interpol não é suficiente para prisão nos EUA. Assim, os documentos estavam sendo traduzidos para o inglês desde a confirmação do que o MPF classifica de fuga do empresário, inclusive uma declaração juramentada a ser assinada pelos procuradores do Rio.

“O retorno voluntário (de Eike) antecipou uma prisão que seria inevitável aqui ou nos Estados Unidos, e essa custodia se mostra necessária no momento para garantia da ordem pública e da instrução criminal”, afirma em nota o procurador regional da República José Augusto Vagos, da força-tarefa da Lava Jato no Rio

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Eike foi transferido para uma unidade prisional que atendia “a seu perfil”

 

Após duas horas no Presídio Ary Franco, em Água Santa, na zona norte do Rio de Janeiro, o empresário Eike Batista foi transferido por volta das 13h30 para a Penitenciária Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste da cidade.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que após triagem inicial no Presídio Ary Franco, Eike foi transferido para uma unidade prisional que atendia a seu perfil.

“Ele ingressou na porta de entrada para presos federais e, após ser avaliado, foi transferido para uma unidade de acordo com o perfil”, diz a nota da Seap.

O empresário chegou por volta das 11h20 ao Presídio Ary Franco. Ele foi preso por agentes da Polícia Federal logo após desembarcar no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão de um voo vindo de Nova York.

O avião que trouxe Eike Batista para o Rio de Janeiro pousou hoje (30) às 9h54. Em seguida, o empresário foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) onde fez exame de corpo de delito. Ele embarcou no domingo (29), no Aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, em um voo da American Airlines.

Lava Jato

Eike, proprietário do grupo EBX, é suspeito de lavagem de dinheiro em um esquema de corrupção que também atinge o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, que está preso.

Eike e o executivo Flávio Godinho, seu braço direito no grupo EBX e vice-presidente do Flamengo, são acusados de terem pago US$ 16,5 milhões a Cabral em troca de benefícios em obras e negócios do grupo, usando uma conta fora do país. Os três também são suspeitos de terem obstruído as investigações.

Na quinta-feira (26), a Polícia Federal tentou deter o empresário em sua casa, no Rio de Janeiro, mas ele não estava lá. Os advogados informaram que Eike havia viajado a trabalho para Nova York e que voltaria ao Brasil para se entregar.

A Polícia Federal o considerou foragido e pediu a inclusão de seu nome na lista de procurados da Interpol, a polícia internacional.

Eike, 60 anos, foi considerado o homem mais rico do Brasil e, em 2012, o sétimo mais rico do mundo pela revista Forbes, com uma fortuna estimada em US$ 30 bilhões.

As empresas do grupo EBX atuam na área de mineração, petróleo, gás, logística, energia e indústria naval. Em 2013, os negócios entraram em crise e Eike começou a deixar o controle de suas companhias e vender seu patrimônio.

O nome de Eike Batista apareceu na semana passada no âmbito da Operação Eficiência, um desdobramento da Operação Calicute, fase anterior da Lava Jato no Rio de Janeiro, sobre propinas pagas por grandes empreiteiras a partidos e políticos para obter contratos da Petrobras.

Fonte: exame.com

A ex-prefeita de São Luís Gardênia Ribeiro Gonçalves começou a receber, no mês de janeiro deste ano, subsídio mensal de R$ 30.471,11.

O valor é referente à pensão que o marido dela, João Castelo (PSDB), recebia como ex-governador do Maranhão.

O tucano faleceu no início de dezembro de 2016 e, pela Lei nº 6.245/94, a pensão que ele recebia é extensiva à esposa em caso de morte. O benefício tem caráter vitalício e é igual ao subsídio de um desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).

Em 2011, o Blog do Gilberto Léda revelou que a Assembleia Legislativa esteve perto de acabar com a regalia (reveja), que já foi questionada até no STF (saiba mais).

Do Gilberto Léda

 

À espera do embarque para o Rio de Janeiro no aeroporto JFK, em Nova York, o empresário Eike Batista afirmou em entrevista à TV Globo que volta ao País para responder à Justiça.  Eike embarcará no voo 973 da American Airlines, com previsão de chegada ao Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro – Galeão entre 10h e 10h30 desta segunda.

“Eu tô voltando para responder à Justiça, como é meu dever. Tá na hora de ajudar a passar as coisas a limpo”, disse. “Estou à disposição da Justiça”, completou.

Eike Batista negou a intenção de ir para a Alemanha, país do qual é cidadão. “Não. Eu venho sempre a Nova York, a trabalho”, afirmou.

O advogado de Eike Batista, Fernando Martins, disse ao Broadcast que a estratégia de defesa do empresário ainda está indefinida, inclusive uma possível delação premiada. “Ele estava em uma viagem a negócios. Só combinamos a sua volta e amanhã vamos conversar sobre a estratégia. Após a chegada dele é que vamos definir os procedimentos”, disse, ao ser questionado sobre um pedido de habeas corpus ou de uma possível colaboração premiada.

De acordo com Martins, não houve negociação com a Polícia Federal ou o Ministério Público Federal na busca de melhores condições para o ex-bilionário. Eike Batista não tem o ensino superior completo, por isso poderá ficar em um presídio comum. “Não houve negociação nenhuma. Isso (o presídio) fica a cargo das autoridades. Ele vai se apresentar e a Polícía Federal vai definir (se destino)”, disse Martins.

Do Estadão (fotos de Henrique Batista/O Globo)

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) abrirá, nesta segunda-feira (30), a 2ª chamada de matrículas para os Centros de Educação Integral que possuem vagas remanescentes para o 1°, 2° e 3° do Ensino Médio. As matrículas permanecerão abertas até a próxima sexta-feira (3).

Os Centros de Educação Integral Maria Mônica Vale (Vinhais), Joana Batista Santos Silva (Cidade Olímpica) e Caic Barjonas Lobão (Jardim América), em São Luís, e nos Centros de Ensino Aquiles Batista Vieira, município de Alcântara, e Kiola Costa, em São Bento, possuem vagas para o 1º ano do Ensino Médio.

Para efetivar a matrícula no 1º ano da Educação Integral, os interessados devem ter concluído ou estar concluindo o 9º ano do ensino fundamental em escolas regulamentadas das redes federal, estadual, municipal ou privadas.

Os estudantes interessados em cursar o 2° ou 3° ano, devem procurar a direção dos centros de educação integral para saber se há vagas nas referidas séries.

Para se matricular, o estudante deve comparecer à escola, acompanhado do responsável, munido com original e cópia dos seguintes documentos: Histórico Escolar ou Declaração de escolaridade da última Unidade de Ensino em que estudou; duas fotos 3×4 recentes; Certidão de Nascimento/Casamento ou RG com CPF do estudante, se possuir; RG e CPF do responsável legal, no caso de estudante menor de 18 anos; Laudo comprobatório de deficiências declaradas (se for o caso); fatura da concessionária de energia elétrica atualizada (máximo de três meses). Quando a fatura não estiver em nome do responsável pelo estudante, apresentar, conjuntamente, outro comprovante de endereço em nome da mãe/pai/responsável pelo estudante.

Os Centros de Educação Integral oferecerão aos alunos um período letivo diário de 7 horas e 50 minutos, de segunda a sexta-feira, que integrará o oferecimento de disciplinas do ensino regular (como Português, Matemática, História, entre outras) com disciplinas eletivas (como Robótica, Protagonismo Juvenil, Iniciação Científica, Futsal, Handebol, Dança, dentre outras).

O ‘Educa Mais’, como são chamados os Centros de Educação Integral, consistem em um novo modelo de escola pública, que visa o desenvolvimento dos estudantes em todas as suas dimensões – intelectual, social, cultural, física e emocional -, por meio de ações integradas e em tempo integral, envolvendo atores que influenciam diretamente a formação plena dos estudantes: família, educadores, gestores e comunidades locais.

Confira o Centro mais próximo de você e matricule-se já!www.educacao.ma.gov.br/educamais.

 

1 2 3 4 31