Monthly Archives: janeiro, 2019

O Secretário Clayton Noleto e colaboradores da Sinfra acompanham vistoria do governador Flávio Dino ao Hospital da ilha. 

O novo aparelho de saúde vai atender a toda a Grande ilha em um lugar amplo e adaptado com 300 leitos dividia em 6 Blocos incluindo emergência, UTI’s e Internação.   Noleto destaca a construção do Hospital da Ilha. O mais novo aparelho de saúde tem mais de 33 mil m² compreendendo, na primeira etapa, 212 leitos com internação e UTI’s.

Obra aguardada há décadas pelos moradores da Grande ilha  Governador Flávio Dino fala como a construção no Hospital da ilha vai ajudar a desafogar o atendimento na Grande ilha que compreende as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar. Mais uma parceria a favor dos maranhenses!

Motocicleta, pop 110 de cor preta e placa PTC 3868 de Peritoró, foi  Roubada da residência dos pais da professora Aleandra Lemos, no dia 28/11/2018, por volta das 22h:30min .

PoP

De acordo com informações da professora, a moto foi recuperada pela Polícia Militar de Porção de Pedras-MA,  que fica  a 70Km do município de Peritoró.  Ainda de acordo as informações da professora, o veículo  foi vendido na região de Porção de Pedras,  por uma quadrilha que atua na região com roubo de carros e motos. Sargento Cicero de Sousa,  junto com os demais  policiais recuperaram a moto no dia 28/01/2019.

Sargento

A população fica mais segura quando servidores como o sargento Cicero Carvalho de Sousa, e seus colegas estão no pleno exercício de suas funções. A sociedade fica grata pelo trabalho prestado a sociedade, disse a professora 

Mais conhecido como seu Jorge, homem confessou à polícia que matou com um tiro na cabeça o homossexual e esquartejou o corpo na sua residência, em Presidente Médici. Ele revelou ainda que jogou os pedaços do corpo humano em um açude, e o local onde deixou a cabeça.

Valber Bezerra foi a última pessoa a ser vista em um bar com a vítima, o homossexual Ildivan Silva Farias. Eles foram para a casa do matador e lá o Nenzim teria assediado o seu Jorge, que disse não aceitar e o expulsou de casa.

A vítima teria continuado insistido em ficar, e dizendo que Valber não teria coragem de lhe matar. O homem pegou uma espingarda e atirou na cabeça do homossexual, em seguida ele esquartejou o corpo, pediu a moto emprestada de um vizinho, levou o material humano dentro de um saco de nylon e jogou em um açude.

Seu Jorge confessou à polícia o crime, contou detalhes, inclusive onde teria deixado a cabeça da vítima e as pernas. A polícia conseguiu localizar as partes do corpo que estavam faltando com a ajuda do assassino.

Fonte: Blog do Luís Cardoso 

Uma motocicleta HONDA CG 150 TITAN ESD 2004, PRETA, PLACA HPS-6342, de VARGEM GRANDE-MA, foi recuperada nesta quarta-feira (30) no bairro de Livramento, na cidade de Peritoró.

Veículo recuperado

Segundo informações da Polícia Militar, a recuperação do veículo se deu após  rondas no Povoado Livramento, os policiais observaram uma moto sem placa com uma mulher em atitude suspeita. 

Ao ser indagada pela documentação, ela disse que a moto era do seu sogro,  e não  encontrava-se com os documentos de porte obrigatório, o veículo  foi apreendido para a verificação mais detalhada, ao fazer uma checagem pelo chassi,  verificou-se a restrição de roubo/furto. O PROPRIETÁRIO É  GEORGE HENRIQUE ALMEIDA, RUA SÃO CRISTÓVÃO 281, BAIRRO ROSALINA, VARGEM GRANDE-MA.

 

 

O corpo do homossexual Ildivan Silva Farias, o Nenzim, foi achado ontem esquartejado dentro de um saco de nylon em um açude, na zona rural da cidade de Presidente Médici. De acordo com a polícia, até a tarde a cabeça da vítima não tinham sido encontrada. O autor desse crime bárbaro foi identificado como Valber Bezerra, Seu Jorge.

O caso está sendo investigado pela equipe da delegacia de Santa Luzia do Paruá, sob a coordenação do Élson Ramos. O policial declarou que a vítima foi vista com Seu Jorge em um bar na noite do último dia 25, em Presidente Médici, e desde esse dia, desapareceu.

A polícia e os moradores começaram a fazer uma varredura pela localidade na segunda-feira, 28, mas não encontraram a vítima. Na manhã de ontem, a polícia conseguiu rastrear o sinal do celular de Nenzin e acabou encontrando o aparelho enterrado em uma área de matagal, nas proximidades do município de Centro do Guilherme, mas o corpo foi achado em um outro local.

O delegado disse que a vítima foi morta e esquartejada e os pedaços colocados em um saco de nylon e jogado dentro de um açude. Pedras foram colocadas dentro do saco para que não boiasse. “A cabeça da vítima não estava dentro do saco e a polícia está procurando pela região”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado, o suspeito desse crime já foi identificado e a sua prisão já foi solicitada ao Poder Judiciário. “A polícia está trabalhando para esclarecer a motivação desse assassinato e prender o suspeito”, armou Élson Ramos.

O delegado Armando Pacheco, superintendente da Polícia Civil do Interior, informou que o corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), em São Luís, para a autopsiado e resultado desse exame pericial será anexado ao processo.

Incursões

Policiais militares e civis ainda ontem estavam realizando incursões em Codó e cidades vizinhas visando prender Francisco Rodrigues Azevedo, de 41 anos. Segundo a polícia, ele é acusado de ter assassinado o próprio genro, Reginaldo Gonçalves Lima, de 33 anos, no povoado Barra do Junco, zona rural do município, na noite do último domingo.

A polícia não informou a motivação desse assassinato. A vítima foi morta a pauladas e a golpes de faca no peito. O acusado após o crime fugiu e o caso está sendo investigado pela Delegacia Regional de Codó.

De O Estado

Um homem identificado como Gilvan Sousa Luiz foi preso na terça-feira (29) em Senador La Rocque por suspeita de ter abusado sexualmente de uma criança de apenas cinco anos.

Segundo informações da polícia, Gilvan Sousa foi preso no Povoado Centro do Toinho, pertencente a cidade de Senador La Rocque. Os policiais envolvidos na prisão dele afirmam que o estupro de vulnerável foi contra a neta de sua companheira e aconteceu na segunda-feira (28) em Imperatriz, a 626 km da capital.

Gilvan Sousa Luiz foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil onde ficará à disposição da Justiça.

DO NETO FERREIRA

Na tarde de terça-feira (29), um homem se dirigiu até uma delegacia para fazer uma ocorrência sobre um falso sequestro, alegando que havia sido sequestrado, espancado e roubado por cinco travestis que pertenciam a uma suposta facção, no bairro do São Francisco. Porém, após investigações, a polícia constatou que se tratava de uma falsa comunicação de crime e que, na verdade, a suposta vítima havia contratado as travestis para um programa, onde não cumpriu com o acordo comercial estipulado entre eles.

De acordo com informações policiais, o indivíduo alegou ter sido sequestrado e levado até um hotel por cinco travestis, local onde supostamente teria sido espancado e que seus pertences pessoais teriam sido roubados, incluindo o cartão de crédito que, de acordo com ele, estaria sendo utilizado para saques indevidos e diversas compras onlines.

Após a denúncia, uma equipe da polícia se dirigiu até o local onde os possíveis autores estavam e realizou uma abordagem. Posteriormente, eles foram encaminhados ao 9º Distrito Policial, no São Francisco, onde foram interrogados e a polícia constatou que na verdade, se tratava de uma falsa denúncia.

“Constatamos que na verdade se tratava de uma falsa comunicação de crime. A suposta vítima, havia entrado em acordo com dois destes travestis para fazer um programa, onde acertaram o valor de R$15 mil e foi pago R$ 7 mil reais em dinheiro. Acabou ocorrendo um desacordo entre as partes, e passaram a se agredir tanto verbalmente quanto sicamente. As travestis então, teriam acertado de que os 8 mil reais que estavam faltando seriam utilizados no cartão de crédito com compras diversas. Possivelmente, a então vitima teria se arrependido do acordo comercial e
se dirigiu até a delegacia para registrar essa falsa comunicação de sequestro”, explicou o delegado Gil Gonçalves, do Departamento de Combate ao Crime Organizado da Superintendência Estadual de Investigação Criminal (Seic).

Após esclarecimentos sobre a falsa denúncia, foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TOC), onde o homem irá responder pelo crime de falsa comunicação de crime, onde provocou toda uma ação do Estado, em prol de uma ação de que se tratava de uma inverdade.

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Polícia de Peritoró-MA, prendeu, nesta manhã, a pessoa de LUCAS NUNES SANTANA, acusado da prática de tentativa de estupro na madrugada do dia 02.01.2019 contra uma mulher maior de idade, moradora desta cidade.

Destaque-se que no dia dos fatos, a vítima se jogou do automóvel em movimento para evitar a consumação da violência sexual, sendo atendida no hospital desta cidade após ser socorrida por moradores da zona rural que residem próximo ao local dos fatos. Na data de hoje, foram cumpridos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão, sendo apreendidas uma espingarda artesanal e uma espingarda calibre 12, além de 3 (três) munições calibre .32, tudo no quarto da residência do acusado, sendo, portanto, também autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e de munição de arma de fogo. O acusado ficará à disposição da justiça, na UPR/Coroatá, onde responderá ao processo recluso.

Informações de Fábio Cordeiro, delegado de Polícia Civil do Maranhão

1 2 3 15