Monthly Archives: fevereiro, 2019

Jhemerson Silva da Silva foi preso na quarta-feira (20) após ser suspeito de tentar estuprar uma criança de apenas quatro anos de idade em Bacabeira.

Segundo informações da polícia, Jhemerson Silva teria pulado o muro da casa da criança, ido até o quarto da vítima que dormia, tirado as suas roupas e deitado ao lado da menina, quando foi surpreendido pela mãe da menina que gritou pedindo por socorro.

Jhemerson ainda tentou fugir, mas foi capturado pelos policiais que atenderam a ocorrência sobre o caso. Jhemerson Silva da Silva foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Bacabeira, onde foi autuado por tentativa de estupro de vulnerável.

Na sessão plenária de quarta-feira (20), o Tribunal de Contas do Estado reprovou as contas do ex-prefeito de Igarapé Grande Geames Macedo Ribeiro por não ter prestado conta de um repasse da Secretaria Estadual de Saúde (SES), em 2009, no valor de R$ 184 mil.

O ex-gestor será multado em R$ 345 mil. O processo teve como relator o conselheiro substituto Melquizedeque Nava Neto.

De acordo com os autos, em 2009, o Governo do Estado, por meio da SES, firmou convênio com a Prefeitura de Igarapé Grande no valor de R$ 368 mil para construção de kits sanitários. Desse valor, R$ 184 mil foram repassados à gestão municipal, porém esta nunca prestou conta dos recursos recebidos.

Na mesma sessão, os conselheiros, seguindo o voto do relator Antônio Blecaute Barbosa (conselheiro substituto), desaprovaram a prestação de contas do ex-prefeito de Açailândia Idelmar Gonçalves dos Santos referente ao exercício de 2010; e do ex-prefeito de Alto Alegre do Pindaré Altenir Ribeiro Marques, referente ao exercício de 2010. O relator foi o conselheiro Edmar Cutrim.

Também foi desaprovada a prestação de contas da Câmara Municipal de Buriti referente a 2011, além da recomendação de suspender por 10 anos os direitos políticos do então presidente Raimundo Cardoso. O relator foi o conselheiro Raimundo Oliveira.

Foram consideradas regulares as prestações de contas da Prefeitura de São Domingos do Maranhão, referente a 2013; da Câmara Municipal de Timon (exercício de 2014); da Câmara Municipal de Santa Luzia do Paruá (exercício de 2013); da Câmara Municipal de Vitorino Freire (exercício 2013); da Câmara Municipal de Timon (exercício 2014); da Agência de Desenvolvimento Agropecuário do Maranhão (Aged-MA); do Instituto de Previdência do Município de São Luís (IPAM), com ressalvas; e da Secretaria de Estado da Fazenda do Maranhão (SEFAZ), exercício de 2016.

Duas pessoas, um jovem e um idoso, morreram após serem atingidas por um raio no povoado Baixo do Jatobá, no interior de Buriti (MA), no início da noite de terça-feira 19. JOSÉ SANTOS MACEDO, de 60 anos, e DENILSON RODRIGO DE SOUSA CHAGAS, de 19 anos, estariam abrigados embaixo de um pequizeiro, região de Chapada, quando, por volta das 18h, foram atingidos por um raio e acabaram morrendo. Chovia no local pela ocasião da fatalidade.
Assim que os corpos foram encontrados foi acionado o pedido de ajuda e um carro da Secretaria Municipal de Saúde os levou para o Posto de Saúde Oswaldo Faria, no centro da cidade, para os procedimentos cabíveis. Lá foi confirmada a morte das vítimas. 
Ambos eram naturais de Buriti e moram em povoados próximos. 

Via Mídia São Luis

Para o governador do Maranhão, do PCdoB, a proposta tem fortes medidas contra os mais pobres e mais frágeis.

Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), reagiu com fortes críticas à proposta de Reforma da Previdência levada nesta quarta-feira (20) ao congresso por Jair Bolsonaro (PSL).

Para ele, o modelo, que deixou de fora os militares vai prejudicar os mais pobres, principalmente os que dependem do Benefício Prestação Continuada (BPC), pois a idade mínima passará de 65 para 70 anos para remuneração do mínimo. “O regime de capitalização no Brasil é um escândalo. Vai beneficiar o capital e provocar um genocídio”, afirmou.

Pelo Twitter, Dino também criticou a obrigatoriedade de contribuição do trabalhador rural de R$ 600 por ano. “Sabe-se que no Brasil não há excedente produtivo para o pequeno agricultor. Os grandes têm seguro safra. Os pequenos, não”.

Para ele, a proposta tem fortes medidas contra os mais pobres e mais frágeis.

“Menciono a exigência de contribuição de 600 reais dos trabalhadores rurais e o aumento da idade para 70 anos nos casos de idosos pobres poderem receber 1 salário mínimo”.

Da Forum

Deputados federais e senadores maranhenses se manifestaram sobre a proposta de Reforma da Previdência que foi entregue à Câmara dos Deputados pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) na quarta-feira (20).
Todos os parlamentares maranhenses foram procurados. Alguns se manifestaram por mensagem e outros nas redes sociais. Outros não responderam ao questionamento.
Veja o primeiro posicionamento da bancada do Maranhão:
Juscelino Filho (DEM)
“A reforma da previdência apresentada hoje pelo governo Bolsonaro é um pacote composto por distintas proposições legislativas e cada uma delas – conforme a natureza e o escopo – terá tramitação diferenciada ao longo do processo de discussão e aprovação. O tema é complexo e as propostas de mudança são amplas, profundas e impactantes. Mas, eu creio que as ideias do governo devem ter receptividade normal no parlamento, porque o país precisa corrigir os problemas que vêm se agravando há muito tempo. O Brasil não pode mais esperar, sob pena de comprometer ou até inviabilizar completamente o pagamento das atuais e das futuras aposentadorias.
Certamente teremos intensos debates na Câmara dos Deputados, que trarão contribuições de melhoria e de aperfeiçoamento. Estou convencido de que a reforma previdenciária é necessária e urgente, é um tema que acompanhei de perto principalmente durante todo o ano passado, como Presidente da Comissão de Seguridade Social e Família. De minha parte, apoiarei tudo o que for de interesse do país, que seja justo e que ajude a melhorar a qualidade de vida das pessoas e das famílias.”

Eduardo Braide (PMN)
“O projeto precisa ser analisado e discutido com profundidade pelo Congresso. Mas estamos certos de um objetivo: somos contra qualquer retirada de direitos. E, por isso, só iremos aprovar os pontos que realmente beneficiem a população.”
Gil Cutrim (PDT)
“Ontem (19), tivemos uma reunião na sede do PDT para alinharmos o modelo da mudança previdenciária que pretendemos defender. Será preciso analisar ponto a ponto o projeto entregue hoje ao Congresso. A proposta do Governo tende a ser completamente desconexa da realidade da grande maioria dos brasileiros, sendo desproporcional para as camadas mais frágeis de nossa sociedade, e o peso disso cairá nas costas do trabalhador. Por esse motivo, defendo uma ampla análise no intuito de conter o máximo de danos a quem mais pode sofrer com a mudança, o trabalhador brasileiro.”
Pedro Lucas Fernandes (PTB)
“Estou em um alinhamento da bancada com a direção do partido.”
Márcio Jerry (PCdoB)
“Falei há pouco na tribuna da Câmara dos Deputados contestando a proposta de reforma da previdência apresentada pelo governo Bolsonaro. Uma proposta contra o povo brasileiro e a favor dos endinheirados e gananciosos do sistema financeiro. Não dá! Reforma propõe que idoso muito pobre espere os 70 anos por salário mínimo. Não podemos deixar que essa agressão seja aprovada no Congresso Nacional.”
Edilázio Júnior (PSD)
“Vou primeiro estudar o projeto.”
Hildo Rocha (MDB)
“Estive presente a convite do presidente Rodrigo Maia na recepção ao presidente da República Jair Bolsonaro no ato de entrega da proposta de emenda à constituição que reformula a previdência social brasileira. Entendo a necessidade e urgência dessa tão importante reforma, mas temo alguns dispositivos do texto que podem prejudicar os mais pobres. Estou estudando a PEC para contribuir com sua reformulação.”
Bira do Pindaré (PPS)
“Bolsonaro mentiu para a população. Ele disse na campanha que a Reforma Previdenciária proposta pelo Temer era criminosa, mas, hoje, apresentou para nós uma proposta que é muito pior. Não vamos permitir uma maldade dessa com o povo. Vai ter luta!”.
Zé Carlos (PT)
“Reforma da Previdência reduzirá valor de aposentadoria de mulheres e pensões de viúvos e órfãos.”
Rúbens Pereira Jr. (PCdoB)
“Estou avaliando o projeto”.
Pastor Gildenemyr (PMN)
“O envio da PEC 6/2019, a chamada Reforma da Previdência, mostra que o Governo está honrando com os compromissos firmados com a nação. Sabemos que há uma urgência em apreciar esta matéria, visto a necessidade do país em realizar ajustes econômicos, para reaquecer a economia e pensar no futuro das próximas gerações.”
Os deputados Josimar de Maranhãozinho (PR), Júnior Lourenço (PR), André Fufuca (PP) Cléber Verde (PRTB), Júnior Marreca Filho (Patriotas), João Marcelo (MDB) e Aluísio Mendes (Podemos) não se manifestaram
Senadores
Eliziane Gama (PPS)
“O Brasil precisa de tranquilidade para o debate sobre as reformas. Não precisamos do discurso histriônico e fake dos que querem protejer os que se aposentam mais cedo com valores mais altos, mas não podemos sequer ponderar penalizar o trabalhador(a) brasileiro com as reformas. Aumentar a idade da mulher do campo pra aposentadoria rural, igualando com o homem é não respeitar a dupla jornada de trabalho dessa mulher. É pesar a mão sobre os mais pobres.”
Weverton Rocha (PDT)
“A Reforma da Previdência não pode ser complexa ao ponto de serem criadas fórmulas que não possam ser decifradas e, amanhã, a mulher, o trabalhador rural, a professora possam ser penalizados por um sistema que só favorece quem está em cima na cadeia econômica.”
O senador Roberto Rochas (PSDB) não respondeu.
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A Polícia Civil de Timon prendeu um homem identificado como Francisco das Chagas de Araújo de Sousa, foi preso na noite de terça-feira (19). A prisão foi em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela 3ª vara criminal de Timon.

De acordo com a polícia, Francisco das Chagas, estuprou sua enteada durante 10 anos, sendo que ele começou a estuprar a vítima quando a mesma tinha 05 anos e só parou quando sua enteada completou 15 anos e denunciou o criminoso.

O criminoso foi condenado a 13 anos 09 meses e 14 dias de prisão pelo crime de estupro de vulnerável.

A prisão de Francisco das Chagas aconteceu em sua residência no povoado Pote, zona rural da cidade de Timon.

Um acidente com vítima fatal foi registrado nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (20), em Alto Alegre do Maranhão. A vítima identificada como “William”, que foi atropelado por uma carreta (Scania) por volta das 6h30. 

Imagens fortes do corpo após ser arrastado por carreta 

Segundo informações de populares, William conduzia a motocicleta sentido Alto Alegre – Bacabal, na BR-316. Nas proximidades do povoado Urucuzal, com o mato das margens da rodovia alto e neblina na pista, ele foi surpreendido com a entrada abrupta de uma pessoa pista. Ao tentar desviar, perdeu o controle da moto, caiu na pista  e foi atropelado por uma carreta. 

A Scania passou por cima, arrastando o corpo por aproximadamente 10 metros no asfalto. Willian morreu na hora e o corpo ficou estraçalhado. 

William era morador do Bairro Gerumenha, em Alto Alegre do Maranhão. 

Com informações de Jota Luiz (Alto Alegre do Maranhão). Via blog do Carlinhos 

Professora Marcela Morais, esteve no fórum de Justiça de Lago da Pedra-MA, para saber o andamento da ação judicial do Piso Salarial dos professores, que foi movida pelo Sinproesema, contra o município. 

Na foto, Marcela, está segurando uma bolsa

Veja abaixo o comunicado da Professora. 

Estivemos hoje (19) no fórum de Justiça de Lago da Pedra para saber sobre o andamento da ação judicial do Piso Salarial que foi movida pelo Sinproesema, mediante pressão da categoria. A nossa ida ao fórum foi motivada pelo acompanhamento eletrônico que fazemos periodicamente do processo. Ao olhar o sistema do PJE percebemos que a ação se encontrava conclusa ( estava na mesa do Juiz para análise), fomos pedir agilidade no processo, para que o Juiz analise minuciosamente a ação. Entendemos, que além da nosso, deve existir inúmeros processos conclusos, mas estamos irmanados, acompanhando a situação desta ação.

Relatamos que é de interesse da categoria que  tenha-se uma decisão breve, bem como  também temos o interesse que se faça cumprir o que determina a lei, ou seja, esperamos que  o Município pague todos os  professor conforme os reajustes do Piso Nacional.
O Juiz nos recebeu muito bem, e garantiu analisar o processo com brevidade, saímos bastante esperançosos e confiantes.

Professora: Marcela Morais

1 2 3 4 5 11
https://api.clevernt.com/0afa428e-0adf-11ea-8f8b-2a8506f909e7/