Monthly Archives: março, 2019

Cinco meses após a saída dos médicos cubanos do Brasil, 107 médicos brasileiros que se formaram no exterior chegaram ao Maranhão na quinta-feira (28) para trabalhar. O número de médicos que chegaram representa apenas 25% dos profissionais cubanos do programa “Mais Médicos” que atuavam nos municípios maranhenses.

Ao todo, 471 cubanos foram embora de 167 municípios maranhenses em novembro de 2018 após declarações feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. Os médicos vão integrar as equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF), que vão atuar em 63 municípios.

Todos vão para o interior do Maranhão, mas antes passaram por um curso de nivelação em Brasília para então seguirem até as cidades onde vão trabalhar. Eles vão cumprir 40 horas semanais, sendo 32 horas de atendimento presencial e oito dedicadas a curso de especialização à distância.

De acordo com a chefe de Departamento de Atenção à Saúde da Família da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Ana Carolina Fernandes, os médicos contarão com o apoio de tutores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). “É um momento também de educação permanente. Eles terão apoios dos tutores da UFMA que farão uma visita mensalmente para realizar essa competência de educação permanente com os médicos”, explicou.

Segundo o secretário de Saúde do Estado, Carlos Lula, há uma grande quantidade de médicos formados em outros países querendo ingressar no programa. “Nós temos um grande número de médicos formados em outros países que querem ingressar no programa. Há esse edital que a gente pediu com pressa para o Ministério da Saúde nessa reposição porque quem está sentindo falta disso é a população”, afirmou.

O baiano Abimael Cruz se formou em medicina na Argentina e vai trabalhar em uma comunidade indígena, em Bom Jesus das Selvas, a 465 km de São Luís. Ele não conhecia o Maranhão, mas está ciente do desafio que tem pela frente.

“Segundo os últimos levantamentos epidemiológicos nós estamos na expectativa de atender muitos casos de malária e tuberculose, mas estamos preparados para combater isso e melhorar o índice do estado”, contou Abimael Cruz.

O vaqueiro Josué de Sousa, 41 anos, morador do povoado Baixão Grande, distante da sede do município de Tuntum a cerca de 100 quilômetros, perdeu a vida por volta do meio dia desse sábado (30) após receber uma descarga elétrica. Segundo informações de populares daquela região, Josué estava fazendo uma suposta manutenção em poço artesiano quando despercebidamente pegou em um cabo de energia desencapado, atingindo também o seu peito.
Um colega que estava consigo no momento da fatalidade ainda teria retirado o fio de seu corpo. Conforme relatos, ele ainda passou cerca de 5 minutos respirando normalmente, mas depois passou a ter ataques convulsivos, morrendo logo em seguida. A morte de Josué pegou toda toda comunidade do povoado de surpresa, que até agora não consegue entender a rapidez de sua morte.
O trabalhador rural era casado com Almironeide Alves e Silva, professora da escola Antonio Boeiro. Seu sepultamento está previsto para acontecer amanhã (31), no período da manhã, no povoado Belém do Maranhão, lugar onde nasceu.
Do Blog do Lobão

Os pais de alunos do povoado Vila Vitória estão lutando pela a construção da Escola Cecília Meireles. 

Luzia e Rafaela

Luzia da Silva Costa, presidenta do Povoado Vila Vitória, cedeu  entrevista ao blog.

Presidenta

 

Veja abaixo 

MS– Onde funcionava a Escola ?  

Presidenta– No prédio da associação, mais ele estava com a estrutura muito desgastada, tinha goteiras, entre outras coisas.  

MS- Quando foi o último dia de aula ? 

Presidenta- 28 de fevereiro, quinta-feira, completou trinta dias sem aula, o professor que dava aula aqui, agora dar aula em Independência, a Secretária de Educação interditou a escola e mandou o professor para lá. 

MS- O que fez a prefeitura para resolver o problema? 

Presidenta-Mandou um veículo para transportar os alunos para Independência, mais as mães não aceitaram, querem seus filhos estudando aqui, como sempre foi. 

MS- O que a comunidade fez para ajudar a solucionar a problemática ? 

Presidenta- Fizemos uma escola  de talo e palha de babaçu, um local provisório, na esperança que a prefeitura fizesse a nova escola. 

MS- Existe ou existiu alguma promessa no sentido de construir a Escola? 

Presidenta- Em 2016, o prefeito Pe. Jozias prometeu fazer a Escola e o poço, mas até hoje nada foi feito. 

MS- Vocês tem terreno para construção ? 

Presidenta- Sim, Dr. Agamenon, quando era prefeito, comprou e deu para a comunidade. 

Essa foram as palavras da presidenta, mais ela ainda informou ao blog que; as mães receberam uma visita de quatro mulheres da Secretária de Assistência Social, elas estavam ameaçando as mães, dizendo o seguinte; se os filhos de vocês não irem a escola, irão pegar falta, o que pode causar o bloqueio do bolsa família.  Luzia, está dando aula de forma voluntária para os alunos. 

Documentos que comprova a compra do terreno 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aldo Costa da Silva, secretário municipal,  usou as redes sociais pra criticar a situação dos moradores da comunidade Vila Vitória. 

A comunidade vive um drama, no que refere-se a construção de uma escola para as crianças do povoado. 

ENTENDA O CASO

A Escola funcionava no prédio da própria comunidade, mas, a casa estava em ruínas, com muitos problemas estruturais. Veja o vídeo abaixo

Então, os pais decidiram construir uma escola de talo e palha de babaçu para os filhos, o secretário  disse o seguinte da escola : 

“Essa estribaria foi feita pela comunidade, só pra postas nas redes sociais.(…)”

Veja o significado da palavra :

Estabelecimento onde se colocam ou se abrigam os cavalos e seus arreios; local usado para abrigar burros, jumentos, mulas, éguas ou outros animais desse gênero.

O secretário foi muito infeliz na sua colocação, tendo em vista que ele é morador de comunidade, ou seja, conhece a luta do povo da zona rural. 

 

O espaço está aberto para o secretário fazer os seus esclarecimento sobre o assunto. 

 

Um vídeo gravado por celular mostra pai e os filhos que morreram na última terça-feira (26) no riacho Pinto, zona Rural de Timon, se divertindo momentos antes do afogamento.
Nas imagens as crianças aparecem sorridentes, deitadas ao lado da mãe, grávida de 8 meses, na margem. Em um trecho um dos meninos pergunta ao pai se o outro lado do riacho é fundo. “Será se é fundo para eu ir, papai?”, questiona a criança.
O vídeo mostra, ainda, que o riacho Pinto está com grande volume de água devido às últimas chuvas que caíram na região. O comandante do Corpo de Bombeiros de Timon, major Hélio Sena, confirmou que o vídeo foi gravado pelo pai momentos antes do afogamento.
Segundo o comandante, as crianças, Michael Oliveira Leau, 5, e Iago Railan,6, caíram em uma parte profunda do riacho e o pai, identificado apenas como Cristiano, 35, tentou salvá-los e também morreu. Ninguém da família sabia nadar. A mãe presenciou o afogamento e está em estado de choque com a morte dos filhos.
A morte das crianças e do pai deixou a população timonense chocada. Os corpos de Cristiano e dos filhos foram sepultados lado a lado no Cemitério São Miguel, no bairro Flores em Timon. O sepultamento foi marcado por muita comoção.
A lista de bloqueios do ex-presidente Michel Temer não se limitou aos bens e contas bancárias que somam R$ 62 milhões. A decisão do juiz Marcelo Bretas também envolveu todos os carros que estão em nome do ex-presidente e de sua empresa: um Chevrolet Prisma, um Audi A6 e um Jeep Grand Cherokee.
Maristela Temer, filha do emedebista que, segundo o Ministério Público, teve a casa reformada com dinheiro vindo supostamente de propina, também teve seu Honda CR-V bloqueado.
Moreira Franco é outro alvo da operação e está proibido de vender seus possantes. Bretas bloqueou um Volvo e um Chevrolet Blazer do ex-ministro.
O juiz não perdoou nem os modelos mais simples: um Volkswagen Santana de Temer e um Fiat Uno Mille de Moreira, ambos fora de linha.
A assessoria de imprensa de Michel Temer informou que o Audi A6 do ex-presidente é do ano 2003 e que o Volkswagen Santana foi doado para uma instituição da caridade de Brasília. Disse também que a Justiça bloqueou R$ 8,3 milhões das contas de Temer por ser o valor que constava nas mesmas. Em sua decisão, Bretas determinou o bloqueio de bens e contas bancárias vinculados ao emedebista no valor total de R$ 62 milhões.
O Globo

Medicamento vencidos foram encontrados durante uma fiscalização do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS) na Secretaria de Saúde de Alto Alegre do Maranhão.

Segundo relatório obtido pelo Blog do Neto Ferreira, a inspeção ocorreu no Almoxarifado Central do Centro de Saúde Ozima Batista Bezerra Vieira, em 08 de junho de 2018, e no local, além de medicamentos, também foram encontrados materiais hospitalares com data de validade vencida.

“A visita realizada Almoxarifado Central da Prefeitura Municipal de Alto Alegre do Maranhão, onde são armazenados e distribuídos os materiais e medicamentos adquiridos para a Secretaria de Saúde, constatou a fragilidade nos mecanismos de controle na recepção/recebimento dos medicamentos e materiais, falta de gerenciamento de estoque, inexistência de inventário e ausência de sistema de controle informatizado ou manual, demonstrando a fragilidade dos mecanismos de controle no Almoxarifado”, ressaltou a equipe de auditoria do SUS.

A Prefeitura não apresentou qualquer justificativa para explicar a situação.

Fonte: Blog do Neto Ferreira

Venha participar da inauguração da LOJA ACERTOS, que acontecerá terça-feira, 2 de Abril.

A Loja Acertos, é das maiores no Estado, tem preço já mais visto na cidade.

Conheça alguns : GUARDA ROUPA COM 6 PORTAS, SÓ 399, À VISTA, CHAPINHAS ALISADORA COM BASE EM CERÂMICA, POR APENAS 29,90, À VISTA, COLCHÃO BOX CASAL, SÓ 399, À VISTA.

 

Venha e descubra muito mais promoções.

A loja Acertos, fica localizada atrás do Banco do Brasil, na entrada da rua Francisco Matos.

Em 2010, foi confirmada a existência de gás natural em Capinzal do Norte, localizada a 260 km de São Luís. Á época, a notícia deixou entusiasmados os moradores da cidade, que viram a possibilidade de desenvolvimento social e econômico como consequência da exploração do produto.

Após estudos técnicos, a exploração, de fato, iniciou. Obviamente que o município detém direitos no repasse de royalties, que devem (ou deveriam) ser aplicados para melhorar o setor público de Capinzal do Norte. Foi aí que o entusiasmo dos moradores deu lugar á decepção. A cidade que ostenta sua riqueza natural, é a mesma que menospreza as mazelas cotidianas do povo capinzalense.

Segundo informações, a prefeitura municipal, administrada por André Portela, já teria recebido cerca de 27 milhões de reais nos últimos anos. Dinheiro que não chegou para amenizar os problemas da cidade.

Nas ruas de Capinzal do Norte, estão estampados o descaso e a falta de responsabilidade da gestão pública. Indignadas com a situação, centenas de pessoas têm denunciado, como podem, a omissão do prefeito de Capinzal do Norte.

Fotos revelam que as ruas do município padecem com a ausência de asfalto, sobram buracos, transtornos e danos á população. O ginásio Poliesportivo Henrique e Fernando está abandonado, a água da chuva fica empossada, comprometendo a estrutura do equipamento.

Os moradores de Capinzal do Norte também chamam a atenção para uma prática errônea do prefeito atual. Segundo eles, boa parte do secretariado municipal é composta por parentes e irmãos de André Portela. Configurando caso de nepotismo, quando ocorre o favorecimento dos vínculos de parentesco nas relações de trabalho ou emprego, vedado em órgãos públicos e considerado crime no Brasil. Mas parece que cumprimento de leis é não é forte do prefeito.

Para encerrar, a pergunta que fica é: Pra quem chega a riqueza de Capinzal do Norte?

 

1 2 3 11