Atual coordenador do Sinproesemma de Lago da Pedra é suspeito de exigir favores ilícitos do secretário municipal de Educação

Comentários 0

O Professor Valdiecio Moura está sendo acusado de usar o cargo de, Coordenador do Núcleo Municipal do Sinproesemma de Lago da Pedra, em benefício próprio. A situação é ainda mais agrave já que o representante dos docentes lagopedrenses, de acordo com um ofício do Sindicado, assinado por ele (com firma reconhecida em cartório e que está circulando nos grupos de whatsapp), aponta que os favores exigidos são ilegais. 

“Recebo uma dobra na conta da minha sobrinha (contratada) Rosene de Moura Ramos no Valo equivalente ao meu salário, como ela ainda não foi contratada pela nova gestão pode ser colocado no meu contracheque mesmo”, escreveu Valdiecio no ofício. 

No documento, Valdiecio menciona ainda que ele recebe um aluguel, no local onde funciona o programa Mais Educação de Lago da Pedra. Leia o ofício completo abaixo. 

A denúncia constrange os professores que esperam total isenção de seu representante legal no município. O professor Valdiecio está concorrendo, pela chapa 1, para ganhar mais um mandato no cargo do Sinproesemma de Lago da Pedra e até o momento não negou as acusações apresentada pelo ex-secretário de Educação, Rodrigo Neto.  

Leia a nota que circula nos grupos

A  CORRUPÇÃO E A SUJEIRA MORAL QUE ASSOLA O SIMPROESEMMA DE LAGO DA PEDRA

O Sr. Rodrigo Neto, ex secretário de educação de Lago da Pedra, publicou na noite de 11 de agosto um ofício assinado e carimbado pelo atual coordenador, Sr. Valdielcio Alves, solicitando favores para apoiar as 16 horas aulas.

VAMOS ENTENDER OS FATOS 

No ano de 2018, houve um verdadeiro impasse: a discussão em torno das horas aulas dos professores de Lago da Pedra. A secretaria de educação defendia 16 aulas e um grupo de professores  defendia 13 aulas.

COMO O SINDICATO REAGIU? 

De forma corrupta e inescrupulosa:

– Ao invés de defender a classe de professores, buscando de forma legal e transparente resolver esse impasse, envia ofício ao secretário de educação na época (Rodrigo Neto) solicitando favores para se calar e defender a tese de 16 aulas.

FATOS

O Sr. Rodrigo Neto publica o ofício da época e confirma que se tratou de uma tentativa vergonhosa do atual coordenador do sindicato e candidato da Chapa 1 de tentar favores para não defender os professores e apoiar as 16 aulas.

O que esperar desse coordenador? 

Isso é o que veio à tona, portanto, certamente, há  muita coisa escondida que prejudicaram não só os professores ao longo desses anos, mas TODOS os profissionais da educação.”

Direito de Resposta

O blog está a disposição para uma nota de esclarecimento do coordenador do Sinproesemma de Lago da Pedra.

 

Via Blog do Carlinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.