Connect with us
Hora

Polícia

Ex-prefeita ostentação é condenada a sete anos de reclusão

 A Justiça condenou a ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite da Silva, que ficou conhecida como prefeita ostentação, a sete anos de reclusão

Publicado

em

 A Justiça condenou a ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite da Silva, que ficou conhecida como prefeita ostentação, a sete anos de reclusão

Na última terça-feira (24), a Justiça condenou a ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite da Silva, que ficou conhecida como prefeita ostentação, a sete anos de reclusão, além de multa, por fraude em licitações e por crime de responsabilidade. A pena inicialmente deverá ser cumprida em regime semiaberto. 
De acordo com o Ministério Público do Maranhão, as licitações que ocorreram na modalidade Pregão Presencial foram realizadas de forma fraudulenta, na época em que Lidiane Leite era gestora municipal. Ainda neste processo, outros quatro empresários foram condenados, são eles: Humberto Dantas dos Santos, conhecido como Beto Rocha, Lindoracy Bezerra Costa, Jonas da Silva Araújo e José Raimundo dos Santos, as penas são variadas.
Ainda segundo o MP/MA, a união dos réus é facilmente observada nas planilhas contidas no processo que decretou o afastamento do sigilo bancário e fiscal deles, apontando a intensa e ilegal movimentação bancária entre as contas do Município e dos acusados.
Fraudes
O MP/MA afirma que as licitações fraudadas tinham o objetivo de contratar merenda escolar para as escolas municipais de Bom Jardim. O pregão Presencial n° 37/2013 teve o valor contratado de R$ 670.476,40, em prol da empresa de um dos réus.
Além desse, o Pregão Presencial n° 27/2014, com valor de R$ 1.094.662,80, teve como vencedor a empresa de um dos réus.
Testemunham ouvidas durante o processo investigativo afirmaram que o material objeto do contrato nunca foi distribuído para as escolas municipais, ou foi feito de forma insuficiente. Além disso, durante inspeções nas unidades de ensino, foi observado que frequentemente as crianças serem dispensadas mais cedo para casa devido à falta da merenda escolar.
Continuar Lendo

Polícia

NO MARANHÃO, QUATRO ASSALTANTES MORRE EM CONFRONTO COM A POLÍCIA

O caso aconteceu na cidade de Turilândia,

Publicado

em

Por

Um policial militar da Força Tática que participou de uma ação contra um bando de assaltantes na cidade de Turilândia, na noite desta terça-feira (13,) escapou da morte. Ele foi salvo pelo colete a prova de balas após ser atingido por um disparo de arma de fogo no peito.

A mesma sorte não tiveram os quatro bandidos que praticavam assaltos a caminhoneiros na MA-106 e tentaram fugir ao avistarem a guarnição da PM acionada para a ocorrência. Na troca de tiros, os criminosos morreram. Apenas três deles foram identificados como ‘Biguilho’, ‘Cara de Gato’ e Vitor.

Com eles a polícia apreendeu várias armas, uma de fabricação caseira, dois revólveres calibre 38 e um rifle calibre 22 e munições, além de celulares. Todo material apreendido foi apresentado na Delegacia Regional de Pinheiro, para as medidas cabíveis.

O Instituto Médico Legal foi acionado para remoção dos corpos.

Continuar Lendo

Polícia

EM ESPERANTINÓPLIS-MA, HOMEM É PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR PRÉ-ADOLECENTE DE 13 ANOS

A criança começou a ser violentada aos nove anos

Publicado

em

Por

Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da Delegacia de Polícia Civil de Esperantinópolis, pertente à Delegacia Regional de Pedreiras, cumpriu na manhã de terça-feira (30/03), um mandado de prisão contra um homem das iniciais M.S.S., e uma medida cautelar em desfavor de L.M.A.C., em razão do crime de estupro de vulnerável que ocorria de forma contínua ao longo de vários anos.
A vítima, que hoje tem 13 anos de idade, sofria os abusos do próprio padrasto desde quando ainda tinha 09 anos, sendo que o crime acontecia com o consentimento da própria mãe.
Após os procedimentos de praxe, os acusados serão encaminhados ao Sistema Prisional de Pedreiras, onde permanecerão à disposição da Justiça.
Continuar Lendo

Polícia

MILITAR TEM ARMA ROUBADA, É BALEADO E MORTO

O caso aconteceu na zona rural de Bacabeira-MA

Publicado

em

Por

Na noite do último sábado, 27 de março, Marcelo, sargento da Polícia Militar do Maranhão, teve sua arma subtraída, criminosos levaram a sua arma e ainda balearam o sargento da Polícia Militar. 

Ás 20h da mesma noite o sargento morreu, o militar era lotado na cidade de Bacabeira-MA, no povoado Gamaleira, segundo as informações, Marcelo foi vítima de latrocínio, que é roubo seguindo de morte.

Marcelo, morava em São Luís-MA, na área do Maiobão 

Continuar Lendo

Destaques da Semana