Connect with us
Hora

Notícia Geral

Governo garante cirurgia de criança cardiopata em São Paulo

Publicado

em

Com sete meses de vida, Isabelly Sophia Nascimento Lopes recebeu atendimento integral do serviço de assistência a crianças com cardiopatia congênita na rede pública. A família Lopes comemora o sucesso do primeiro procedimento realizado no coração de Isabelly. Esta cirurgia, de caráter paliativo e feita no Hospital do Coração (HCOR), em São Paulo, foi viabilizada pelo serviço de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

A intervenção cirúrgica estabeleceu o adequado fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco de Isabelly Sophia, criando um caminho alternativo, popularmente chamado de ponte. Mais duas intervenções ainda serão feitas no próximo ano para manter o correto funcionamento do coração.

A luta de Thiago e Roberta Lopes, pais da menina, iniciou há dois meses quando surgiram manchas roxas pelo corpo de Isabelly e dificuldade para respirar após cada mamada. “Começamos a observar a força que ela fazia para mamar e ao acabar um choro sofrido como se estivesse sentindo dor. Minutos depois, ela ficava roxa nos lábios, dedos e pescoço. Corri para o posto de saúde e daí em diante a luta apenas iniciou. Fomos a quatro cardio-pediatras até que o último fechou o diagnóstico com um laudo”.

Com o laudo em mãos, Thiago e Roberta saíram de Caxias, local onde moram, para buscar ajuda em São Luís. A cirurgia precisava ser feita em outro estado. Assim, os pais deram entrada com processo no serviço de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) e aguardavam a liberação do procedimento. “Voltamos para Caxias e a agonia só aumentava. Tinha muito medo de perder minha filha. Cada dia que passava ela tinha mais dificuldade para respirar e o choro era constante”, contou Thiago.

Após a entrada do processo no TFD, Isabelly estava inserida no Cadastro Nacional de Regulação em Alta Complexidade (CNRAC) gerenciado pelo Ministério da Saúde. Nesse meio tempo, a menina foi transferida de UTI aérea de Caxias para o Hospital Dr. Carlos Macieira e ficou 20 dias internada no aguardo da definição do estado que seria feita a cirurgia. “Foram dias muito difíceis, sem saber o que seria da vida minha filha. Ela não podia esperar em casa porque estava muito debilitada e sem condições de respirar sozinha. Só me restava aguardar a solução”, relembrou a mãe Roberta.

No dia 1° de outubro a notícia da transferência de Isabelly para o Hospital do Coração (HCOR), em São Paulo, chegou à família. Em duas horas a menina precisava chegar ao hospital para ocupar o leito. “Foi uma graça de Deus este dia. Amanhecemos em São Luís e à noite estávamos em São Paulo já nos procedimentos pré-operatórios da cirurgia”, disse Roberta.

Visita

Na manhã desta segunda-feira (29), a família visitou o secretário de Estado da Saúde (SES), Carlos Lula. “O empenho e agilidade da equipe do TFD em viabilizar a cirurgia foi fundamental para hoje minha filha estar viva. Os médicos tinham me desenganado, mas com muita fé fiz de tudo para que Isabelly pudesse ter a chance de se operar. Desde que cheguei em São Luís e depois em São Paulo não fiquei desamparado. Contar com o apoio do governo estadual salvou a vida da pessoa mais importante que tenho hoje”, agradeceu o pai Thiago.

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula, afirmou que a parceria feita junto ao Hospital do Coração (HCOR) de São Paulo, por meio da viabilização do TFD, garantiu agilidade ao atendimento humanizado de Isabelly. “O governo Flávio Dino, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), concentra esforços para alcançar o objetivo de melhorar a vida de cada criança maranhense com diagnóstico de cardiopatia rara. Aqueles que precisam se deslocar não ficam desamparados, porque asseguramos o tratamento em qualquer lugar do país com a ajuda técnica do TFD, custeando transporte terrestre ou aéreo e, ainda, hospedagens em casas de apoio”, informou Carlos Lula.

Mais duas cirurgias

Em abril, Isabelly retorna a São Paulo para fazer o segundo procedimento. A assessora técnica do TFD, Emanuela Nunes, explica que em casos como o de Isabelly, que precisam realizar tratamento fora do estado, é feita uma pactuação com os outros estados que possuem leitos disponíveis e a transferência ocorre sem nenhum custo para o paciente, nem com passagem e hospedagem. “Cada procedimento que a Isabelly for fazer em São Paulo, ela precisa ser inserida no CNRAC para poder ter acesso a um leito. A Central informa a disponibilização de vaga de leito e o procedimento de transferência é feito. As despesas são custeadas pelo TFD, como o transporte aéreo, diárias para alimentação e hospedagem, no caso dela, o HCOR dispõe de Casa de Apoio”.

SAIBA MAIS

O que é cardiopatia congênita?
As cardiopatias congênitas consistem em anomalias ocasionadas por defeitos anatômicos do coração ou dos grandes vasos associados, que produzem insuficiência circulatória e respiratória e outras consequências graves, o que pode, em muitos casos, comprometer a qualidade de vida e a própria vida do paciente

Continuar Lendo

Notícia Geral

Em Codó, realizada abertura da Semana Nacional do Trânsito

A SNT 2021 traz o tema das Campanhas Educativas para este ano: “No trânsito, sua responsabilidade, salva vidas”.

Publicado

em

Por

Com uma blitz educativa pelas principais avenidas de Codó para trazer a importância da conscientização educativa no trânsito, foi realizada na tarde desta segunda-feira (20), a abertura da Semana Nacional do Trânsito em Codó que contou com a participação da prefeitura de Codó em parceria com o TG 08/007, 17° BPM, Guarda Municipal e DMTRANS do município.

A Semana Nacional de Trânsito (SNT), conforme disposto no art. 326 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é comemorada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro. Nesse período, são realizadas ações em todo o País com o objetivo de conscientizar todos os envolvidos no dia a dia do trânsito, sejam eles motoristas, passageiros, motociclistas, ciclistas ou pedestres.

A SNT 2021 traz o tema das Campanhas Educativas para este ano: “No trânsito, sua responsabilidade, salva vidas”.

ASCOM-PMC

Continuar Lendo

Notícia Geral

Vergonha: Em Nova York, Bolsonaro come na calçada por não ter tomado a vacina

As vergonhas que o Brasil passa em Nova York com a insistência de Bolsonaro não tomar a vacina contra a Covid-19.

Publicado

em

Por

O jornalista Ricardo Noblat fez uma espécie de diário para relatar as vergonhas que o Brasil vem passando em NY com a presença de Jair Bolsonaro pelas ruas da cidade.

Como se representasse o nojo, o excremento do mundo, o nosso presidente da República não pode comer na parte interna do hotel por não ter recebido ainda a vacinação contra a covid-19. Que péssimo exemplo, um cidadão de mais de 60 anos, deu ao planeta! o Jeito foi comer numa calçada um pedaço de pizza.

Quanta vergonha! Confira abaixo o que escreveu o jornalista:

Diário das vergonhas que passa o Brasil com Bolsonaro em NY

Ricardo Noblat

* Sem máscara, o presidente Jair Bolsonaro desembarca na cidade para falar em nome do Brasil na abertura da 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), nesta terça-feira.

* Para não ser hostilizado por manifestantes reunidos em frente ao hotel onde ocupa uma suíte cuja diária vai de 6 mil a 10 mil reais, ele entra pela porta dos fundos.

* Por não ter se vacinado contra a Covid-19, é visto poucas horas depois comendo um pedaço de pizza na calçada de uma rua próxima ao hotel.

Segunda-feira, 20/9, de manhã

* Bolsonaro reúne-se com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, na residência oficial do cônsul-geral do Reino Unido. Ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que o acompanha, o general Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria do Governo, havia recomendado: “Ponha o pau na mesa”.

Quis dizer: aperte Boris para que seu governo forneça mais vacinas ao Brasil. Não se sabe se Queiroga atendeu ao conselho. Sabe-se que o primeiro-ministro perguntou a Bolsonaro se ele vacinara. Bolsonaro respondeu: “Ainda não”. Em seguida, comentou: “Eu já tive Covid. Sou um homem que vivo no meio do povo”.

Boris já teve Covid, quase morreu, vacinou-se duas vezes e também vive no meio do povo. Aos jornalistas que presenciaram a cena, e indiretamente a Bolsonaro, Boris prescreve: “Vacinem-se, vacinem-se. A AstraZeneca é uma vacina excelente”. A AstraZeneca foi desenvolvida pela Universidade de Oxford.

* O prefeito de Nova York, Bill De Blasio, do Partido Democrata, divulga nota em que afirma:

“Precisamos mandar uma mensagem a todos os líderes mundiais, especialmente a Bolsonaro, do Brasil, de que se você pretende vir aqui, você precisa ser vacinado. E se você não quer ser vacinado, nem venha, porque todos devem estar seguros juntos. Isso significa que todo mundo deve estar vacinado”.

Segunda-feira, à tarde

* Como não pode frequentar locais fechados porque não usa máscara nem foi vacinado, Bolsonaro e sua comitiva almoçam isolados em um puxadinho ao ar livre especialmente montado para eles em uma churrascaria que serve carnes do Brasil.

* Um diplomata que integra a comitiva de Bolsonaro testa positivo para a Covid-19. Seu nome não foi revelado. Está isolado em um quarto de hotel até que seja submetido a outro teste. Pessoas que tiveram contato com ele estão sendo rastreadas. São cerca de 30, entre brasileiros e estrangeiros.

* O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o Zero Três, é vaiado quando fazia compras na Apple Store da 5ª Avenida, uma das lojas mais famosas do mundo.

Segunda-feira, à noite

* Um caminhão com três telões circula pelas ruas exibindo mensagens como “Bolsonaro is burning the Amazon” (Bolsonaro está queimando a Amazônia), “Jail Bolsonaro” (Prendam Bolsonaro), “Amazon or Bolsonaro” (Amazônia ou Bolsonaro) e “Bolsonaro, climate criminal” (Bolsonaro, criminoso climático).

* Manifestantes gritam insultos contra Bolsonaro à chegada dele para um jantar oficial na residência do embaixador do Brasil junto à ONU. Bolsonaro sorri e faz um gesto de “abafa” com a mão, como se pedisse que baixassem o tom. Usando um tambor, o grupo grita: “Bolsonaro, pode esperar, a sua hora vai chegar, genocida”.

* À saída do jantar, de dentro de uma Van, ao passar por manifestantes, o ministro da Saúde levanta do assento e faz o gesto obsceno de mostrar o dedo médio. Usa máscara.

* Dali a instantes, no hotel, Bolsonaro posta no Facebook o vídeo que gravou à saída do jantar onde diz: “Meia dúzia de acéfalos protesta contra Jair Bolsonaro para delírio de parte da imprensa brasileira”. E mais: “Esse bando nem sabe o que está falando ali. Deviam estar num país socialista, não aqui nos EUA”.

* Perto da meia-noite, o tal caminhão com três telões está há pouca distância do hotel de onde Bolsonaro, insone, dispara instruções para seus devotos no Brasil.

Fonte: blog do Luís Cardoso

Continuar Lendo

Notícia Geral

Juíza cassa chapa inteira de vereadores em Capinzal do Norte após identificação de candidaturas “laranjas”

A ação de investigação judicial eleitoral foi proposta pelo Ministério Público Eleitoral, visando apurar a prática de abuso de poder e fraude na composição da lista de candidatos às eleições proporcionais de 2020.

Publicado

em

Por

A juíza eleitoral Talita de Castro Barreto da 69ª Zona Eleitoral de Santo Antônio dos Lopes, cassou uma chapa inteira do Partido Progressista (PP) em Capinzal do Norte, após a identificação de duas candidaturas “laranjas”, que foram denunciadas em novembro de 2020. O vereador Robério Carrias, eleito pela chapa, também teve seu mandato cassado pela juíza e os votos anulados.

A punição se deu após denúncia de que as candidaturas de Darquivone Oliveira Alveira (no 11.456) e Nayrane Aragão Valério da Silva seriam fictícias apenas para preenchimento do percentual mínimo obrigatório de 30% por gênero. Ambas não tiveram nenhum voto.

A ação de investigação judicial eleitoral foi proposta pelo Ministério Público Eleitoral, visando apurar a prática de abuso de poder e fraude na composição da lista de candidatos às eleições proporcionais de 2020. A decisão ainda pode ser contestada no TRE-MA (Tribunal Regional Eleitoral de Maranhão).

Para a magistrada, as candidatas tinham plena consciência de que os processos de candidaturas de ambas estavam montados somente para cumprimento da cota/gênero e, com isso, legitimar a participação do partido naquelas eleições

“Em audiência de instrução e julgamento, foi possível constatar que quem concorreu de forma direta e consciente para a referida fraude foram as duas candidatas, Darquivone Oliveira Alveira (no 11.456) e Nayrane Aragão Valério da Silva (no 11.789), e o presidente do partido político, Nilvan dos Santos Lima, devendo sobre eles recair a inelegibilidade, por 08 (oito) anos, subsequentes à eleição municipal de 2020”, diz um dos trechos da decisão.

Fonte: Enquanto isso no Maranhão

Continuar Lendo

Destaques da Semana