Jovem depressivo recorre ao suicídio no município de Trizidela do Vale-MA

Comentários 0

Josiel Pereira de Sousa, 26 anos de idade, morador da rua João Damásio de Freitas, 45, bairro Nova Jerusalém, em Trizidela do Vale, foi encontrado morto no quarto. Segundo informações da mãe, a senhora Maria Oneide Pereira de Sousa, Josiel era depressivo, mas ainda não tinha tentado contra a própria vida.

Dona Maria Oneide, disse ao Blog que seu filho demonstrava os sintomas de uma pessoa que estava com depressão desde o ano de 2011, quando teve o relacionamento amoroso interrompido, segundo a mãe, isso pode ter contribuído para o início da doença.

Maria Oneide/Mãe de Josiel/Foto: Sandro Vagner

Josiel Pereira era o um dos quatro filhos de dona Maria Oneide, ela disse que sempre tinha medo que o filho viesse tirar a própria vida, como aconteceu hoje (27).

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. No sentido patológico, entre os sintomas, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si. É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.

Causas

A depressão é na realidade uma ampla família de doenças, por isso denominada Síndrome. Há uma série de evidências que mostram alterações químicas no cérebro do indivíduo deprimido, principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e, em menor proporção, dopamina), substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células. Outros processos que ocorrem dentro das células nervosas também estão envolvidos.

Tratamento

Como se trata de uma família grande de “depressões” com múltiplas causalidades,; antes de se iniciar qualquer tratamento é necessário que seja feita uma investigação etiológica rigorosa.

Após o levantamento das causas envolvidas pode-se fazer um planejamento terapêutico adequado. Existem diversas “ ferramentas “ terapêuticas, e a medicamentosa é uma das mais importantes.

 

Existem mais de 30 antidepressivos disponíveis. Ao contrário do que alguns temem, essas medicações não são como drogas, que deixam a pessoa eufórica e provocam vício. A terapia é simples e, de modo geral, não incapacita ou entorpece o paciente.

Alguns pacientes precisam de tratamento de manutenção ou preventivo, que pode levar anos ou a vida inteira, para evitar o aparecimento de novos episódios de depressão. A psicoterapia ajuda o paciente, mas não previne novos episódios, nem cura a depressão.

A técnica auxilia na reestruturação psicológica do indivíduo, além de aumentar a sua compreensão sobre o processo de depressão e na resolução de conflitos, o que diminui o impacto provocado pelo estresse.

Do Blog do Sandro Vagner

Os comentários estão desativados.

https://api.clevernt.com/0afa428e-0adf-11ea-8f8b-2a8506f909e7/