Connect with us

Notícia Geral

Justiça determina afastamento de vereadores de Vitória do Mearim após investigação sobre corrupção

Publicado

em

Ao todo, oito vereadores da cidade do interior do Maranhão foram afastados de suas funções até que o processo seja concluído. Um dos vereadores foi preso de novo outro crime.

Investigação da Polícia Civil e do Ministério Público em Vitória do Mearim já chegou à Justiça — Foto: Divulgação
Por decisão das Justiça, oito vereadores de Vitória do Mearim foram afastados de seus cargos com suspensão da remuneração e posso imediata dos suplentes até o término do processo. A ação judicial é repercussão da investigação sobre crimes de associação criminosa e corrupção na Câmara de Vereadores referente a pedidos de propina para arquivamento de CPI contra a prefeita Dídima Maria Coêlho, com base em supostos crimes de responsabilidade.
A investigação da Polícia Civil e Ministério Público culminou com a prisão preventiva de vereadores no início do mês de junho. Eles foram liberados dez dias depois, mas agora o vereador Oziel foi preso novamente por outros crimes descobertos durante a investigação policial.
“O crime de comércio ilegal de arma de fogo foi descoberto durante esta investigação e a Justiça decretou a prisão preventiva do vereador Oziel por mais este crime”, disse o delegado Guilherme Campelo.
Oziel Gomes da Silva foi preso nessa quinta-feira (27) e já voltou ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Além dele, os outros vereadores afastados por ordem da justiça foram George Maciel da Paz, que era o presidente da Câmara, Hélio Wagner Rodrigues Silva, Marcelo Silva Brito (Marcelo da Colônia), Mauro Rogério (Nego Mauro), José Mourão Martins e Raimundo Nonato Costa da Silva (Nonato do Chelo) e Benoa Marcos Rodrigues Pacheco (Bena).
Investigação
A operação foi deflagrada no dia 5 de junho, quando os vereadores de Vitória do Mearim foram presos depois de uma investigação policial referente a crimes de corrupção por pedidos de propina para arquivamento de CPI contra a prefeita da cidade, segundo a apuração da Superintendência Estadual de Combate a Corrupção e Organizações Criminosas (Seccor) e o Ministério Público do Maranhão.
Segundo a investigação, vereadores do município pediram propina para arquivarem uma Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) contra a prefeita do município, Dídima Maria Coêlho. Os vereadores teriam pedido a propina ao marido da prefeita, que é o chefe de gabinete, Almir Coêlho Sobrinho. A CPI teria por base o crime de responsabilidade da gestora municipal.
Segundo a Polícia Civil, as conversas foram gravadas pelo chefe de gabinete. Nos áudios, a polícia disse que os vereadores pedem R$ 320 mil, que poderia ser pagos de forma parcelada. No decorrer das investigações, a polícia descobriu que outros vereadores iniciaram novas chantagens no valor de R$ 70 mil. Teve um vereador que chegou a pedir R$ 100 mil.
Almir Coêlho Sobrinho disse em depoimento aos policiais que além da propina, ele descobriu que os vereadores pretendiam afastar Dídima Coêlho para que “a vice (Elzir Lindoso) assumisse e pudesse sacar a quantia correspondente aos royalties da mineração destinados ao município”. O valor chega a R$2,2 milhões.
Por G1 Maranhão

Continuar Lendo

Notícia Geral

PM é morto durante tentativa de assalto em São Luís-MA

Publicado

em

Por

PM é morto durante tentativa de assalto em São Luís-MA
Na noite de quinta-feira (24), um policial militar, identificado como Ricardo Sousa Pinheiro, foi assassinado a tiros durante uma tentativa de assalto, em São Luís. O crime aconteceu por volta das 19h, na Rua 39, no bairro Ipem São Cristóvão.
O cabo Pinheiro, que ingressou na Polícia Militar em 2016, trabalhava no município de Pedro do Rosário.
Segundo as informações preliminares, o PM estava chegando na residência da mãe dele em um carro Corsa Classic, quando foi abordado por criminosos, que estavam em um Celta vermelho.

Eles anunciaram o assalto, e o cabo Pinheiro reagiu, matando um dos suspeitos, identificado como Wilker Xavier Silva.

Durante uma troca de tiros, o PM acabou sendo baleado também. O policial militar foi atingido por dois tiros na região do tórax. Ele chegou a ser socorrido e levado ao Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II), na região do bairro Cidade Operária em São Luís, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.
Já o corpo de Wilker Xavier, que era morador do bairro Cidade Olímpica, em São Luís, ficou no local. Segundo testemunhas, antes dos comparsas de Wilker fugirem, levaram a arma que estava em posse dele.
A polícia ainda está à procura dos outros suspeitos de envolvimento no crime.
Continuar Lendo

Notícia Geral

FAMÍLIA DE SÃO LUÍS GONZAGA-MA, PROCURA POR GAROTA DESAPARECIDA

Publicado

em

Por

FAMÍLIA DE SÃO LUÍS GONZAGA-MA, PROCURA POR JOVEM DESAPARECIDA
Tatiane Moura dos reis, moradora de São Luís Gonzaga-MA, saiu de sua cidade com destino para Bacabal,-MA, no dia 8 deste mês de setembro, com objetivo de pagar umas contas de energia,  e não voltou mais .
Continuar Lendo

Notícia Geral

EM SÃO ROBERTO-MA, GILDETE OLEIRO, É ESCOLHIDA PARA SER CANDIDATA A VICE-PREFEITA

Publicado

em

Por

EM SÃO ROBERTO-MA, GILDETE OLEIRO, É ESCOLHIDA PARA SER CANDIDATA A VICE-PREFEITA
Laiones Nascimento, candidato a prefeito de São Roberto-MA, escolheu Gildete para ser a sua vice-prefeita, veja abaixo as palavras de Laiones.
Como vice-prefeita, escolhi Gildete Oleiro uma mulher, negra, mãe, doméstica e  filha da ex-prefeita a  nossa saudosa Toinha Oleiro a maior política que existiu na história de São Roberto e apelidada como mãe do povo. Toinha Oleiro nunca se curvou diante do poder político e imperialismo econômico, Gildete Oleiro assumiu o compromisso no dia de hoje de dar continuidade no brilhante e inesquecível trabalho iniciado por sua mãe Toinha Oleiro.

Juntos, vamos colocar em prática a mudança que São Roberto precisa, é hora de acreditar, vamos com muita força e dedicação fazer uma São Roberto melhor.

Continuar Lendo

Destaques da Semana