A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça determinou, em 13 de setembro, o afastamento liminar dos vereadores Antonio Gomes da Silva (Antonio Cesarino) e Manoel da Conceição Ferreira Filho (Sinego) dos cargos que exercem na Casa Legislativa do município de Bom Jardim. Foi decretada, ainda, a indisponibilidade dos bens de Antonio Cesarino e da ex-vereadora Ana Lídia Sousa Costa (Ana do Cesarino) até o limite de R$ 100 mil.

O requerimento foi feito em Ação Civil Pública assinada pelo promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira. A decisão liminar foi proferida pelo juiz Bruno Barbosa Pinheiro.

De acordo com o MPMA, Antonio Cesarino e Ana do Cesarino desviaram R$ 100 mil das contas da Câmara de Vereadores no ano de 2014. Quando soube que estava sendo investigado, Antonio Cesarino, em parceria com Sinego, passou a produzir provas falsas, colhendo recibos com assinaturas de servidores que trabalharam na Casa Legislativa à época. O objetivo foi transparecer que os valores sacados teriam sido usados para pagamento dos funcionários. A prática viola a Lei nº 8429/92 (Lei de Improbidade Administrativa).

Conforme pedido da Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim, Antonio Cesarino e Sinego foram afastados para evitar que os dois parlamentares usassem as suas prerrogativas de autoridade para conseguir documentos de servidores e ex-servidores, com o objetivo de encobrir as irregularidades, atrapalhando a investigação.

Na época dos desvios, Ana do Cesarino era presidente da Câmara de Vereadores de Bom Jardim

Morreu ontem (16) Daniela Soares Sousa, 28 anos, vítima de feminicídio em Vitória do Mearim. Ela havia sido agredida com marteladas na cabeça pelo companheiro José Luís Saraiva,51 anos, na última quarta-feira (11).

O agressor após ver que a esposa estava desacorda depois das agressões, enforcou-se. Daniela estava internada em um hospital, mas não resistiu e foi a óbito.

Bebê de sete meses de vida foi diagnosticada com a doença; Secretaria Municipal de Saúde decidiu bloquear área onde vive a criança a fim de evitar mais pessoas infectadas.

 

O município de Caxias registrou o seu primeiro caso de sarampo com o diagnóstico de um bebê de apenas sete meses de vida.

Segundo a coordenadora municipal de Vigilância Epidemiológica, Verônica Aragão, após a confirmação do caso foi realizado um bloqueio na área onde o bebê reside. “No momento que a gente suspeitou não esperamos nem o resultado do exame. Nós mandamos o material para São Luís no mesmo dia e a gente já orientou a enfermeira a fazer o bloqueio na área. O que é o bloqueio? É pegar toda a quadra que a criança mora e visitar casa a casa e ver a situação vacinal de cada morador”, explicou.

A criança que contraiu a doença é uma menina de apenas sete meses de vida. De acordo com a coordenadora de vigilância epidemiológica, a bebê segue em tratamento e passa bem. A menina ainda não tinha recebido a tríplice viral, que é única maneira de evitar o sarampo. A vacina combate ainda a caxumba e também a rubéola.

Com a confirmação da doença na criança de sete meses de vida, em Caxias, sobe para quatro o número de casos de sarampo em todo o Maranhão. O estado está entre os 16 do Brasil com surto ativo da doença.

Além de Caxias, já foram confirmados outros casos em São Luís, Lago da Pedra e Vitorino Freire. Nos postos de Saúde de Caxias, as doses que ainda restam, estão à espera do grupo prioritário. O município aguarda que mais vacinas sejam encaminhadas pelo governo do estado.

Verônica Aragão diz que se o estado do Maranhão tivesse uma cobertura vacinal eficiente os casos de sarampo não estariam crescendo. “Esse surto de sarampo começou no Sul do país e chegou no Maranhão porque as pessoas se deslocam, né? Se a gente tivesse com a barreira da proteção da vacina não chegaria, mas como temos pessoas não imunizadas termina as pessoas ficando suscetivas e contraindo”, finalizou.

Fonte: G1

Tendo em vista um cenário político brasileiro em que a base do Governo Federal passa por conturbações constantes, tem-se uma realidade onde os políticos de oposição à presente liderança governamental emergem cada vez mais, unindo forças e revigorando as articulações políticas para se fortalecerem nos próximos anos. Dentro do parlamento da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) a situação encontra-se semelhante com a liderança do presidente e deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), que deixa sua marca na execução dos trabalhos legislativos do parlamento maranhense.

O deputado, filiado ao Partido Comunista do Brasil, possui uma forte ligação com a base do Governo Estadual do Maranhão através da relação próxima com secretários de Estado, como próprio Governador Flávio Dino, prefeitos de todo o estado e com muitas outras figuras políticas Nordeste afora. Fato que se deve à sua atual gestão na Alema e a muitos outros títulos de relevância que vem recebendo no decorrer de sua carreira  Política 

O parlamentar tem participado de diversas pautas, tanto a nível estadual quanto nacional, nos últimos meses. Sendo uma das mais recentes em Brasília, onde, acompanhado do deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB), participou da reunião ocorrida do Senado Federal, realizada na Comissão de Constituição e Justiça (CC), que teve como pauta a Reforma da Previdência para estados e municípios. No evento, Othelino Neto e os presidentes das Assembleias Legislativas dos outros estados do Nordeste acompanharam a discussão sobre a PEC 6/2019, deixando claro seu posicionamento perante as lideranças presentes nos debates: “Nós, representantes do Nordeste, fizemos algumas ressalvas e não assinamos o ofício em apoio à PEC paralela, pois entendemos que esse é um tema muito sensível e mantemos nossas ponderações sobre alguns pontos que consideramos prejudiciais para a população mais necessitada do Brasil e, em particular, do Nordeste”, enfatizou Othelino Neto, também presidente do Colegiado do ParlaNordeste.

O deputado Adelmo Soares enaltece o bom convívio com o deputado Othelino Neto, demonstrando sua visão sobre a força política de Othelino Neto: “É, com certeza, uma pessoa ímpar no nosso parlamento maranhense. Um político de garra que faz um ótimo trabalho como presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, e que fará ainda mais representando não só o nosso estado, mas toda a região Nordeste. Tenho a certeza de que Othelino tem um futuro promissor pela frente, e que trará benefícios concretos para a nossa população”, afirmou Adelmo Soares.

O presidente da Alema também participou de um evento de grande benefício ao povo maranhense na última sexta-feira (13). No município de Balsas, o deputado Othelino Neto lançou uma nova plataforma de relacionamento com a população, um novo programa chamado “Assembleia em Ação”.

O parlamentar apresentou a primeira edição da plataforma que promete que os cidadãos maranhenses e, sobretudo os Poderes Legislativos municipais poderão se cadastrar e enviar perguntas ou dúvidas sobre qualquer assunto referente aos trabalhos e competências da Alema e do processo legislativo de forma geral, servindo, também, como um canal para auxiliar e esclarecer dúvidas dos legisladores municipais.

“A primeira edição do ‘Assembleia em Ação’ foi muito produtiva. Nós tivemos a oportunidade de interagir com vereadores, prefeitos, líderes políticos, cidadãos comuns e profissionais para trocar informações. Saímos com a convicção de que criar ao programa ‘Assembleia em Ação’ foi uma decisão acertada. Agora é trabalhar para que possamos seguir com mais edições, aproximando ainda mais a Assembleia Legislativa do povo maranhense”, afirmou o parlamentar.

O deputado Othelino Neto tem sido uma peça de grande visibilidade no meio político maranhense e nordestino, tendo em vista o posicionamento e a força política que tem desenvolvido ao longo do tempo. O parlamentar, que tem o respeito da bancada estadual do Maranhão pela forma como guia
os trabalhos na Alema, também tem deixado sua marca nos âmbitos políticos regionais, tornando-se, assim, um dos principais nomes com grande potencial de crescimento político no estado do Maranhão.

O secretário Adjunto da SAF, Mavio Rocha, recebeu na tarde desta segunda-feira (16), o prefeito de Paulo Ramos, Deuzimar Serra, onde dialogaram sobre PAA, Kit Feira e kits de irrigação.

Participou da reunião também, a superintendente de Comercialização da SAF, Viviane Anchieta.

Mávio, colocou-se a disposição do prefeito no sentido de contribuir na Agricultura Familiar do município. 

 

O ex-prefeito de Santa Luzia do Tide, Ilzemar Oliveira Dutra, conhecido como ‘Zemar’ foi preso após ter sido acusado de estuprar uma menina de apenas três anos. 

Ex-Prefeito

De acordo com informações a mãe fez a denuncia, após a criança reclamar de forte dores nas partes genitais. A criança chegou a ser submetida a exames de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML).
Após isso, equipes da Polícia Civil realizaram buscas nos endereços do ex-prefeito. Porém ele se apresentou na delegacia, onde foi dada voz de prisão em flagrante. Ele foi encaminhado para as ‘Pedrinhas’.
Zemar foi prefeito por dois mandatos e atualmente é aliado da atual prefeita do município França do Macaquinho. Contra ele existe diversas condenações que o tornaram ficha suja.
Em entrevista com o Pré-Candidato Fonsequinha (Hoje, 14 de setembro de 2019).
Filho de Poção, Antônio Portilho Fonseca Filho, conhecido por “Fonsequinha”, possui 51 anos de idade, casado, pai de três filhos, Farmacêutico Bioquímico com especialização em Gestão Pública e Professor. Foi Secretário Municipal de saúde por duas vezes, vereador e presidente da Câmara por dois mandatos em Fortaleza dos Nogueiras, gestor da regional de saúde de Barra do Corda, Controlador Geral do Município de Porto Franco e atualmente exerce a função de Diretor Executivo da Federação dos Municípios do Maranhão – FAMEM. 
– Fonsequinha, o Porquê deste rompimento hoje, e a reafirmação de sua pré-candidatura?
R= Nossa candidatura surge de um sonho, e de uma vasta experiência de homem público, na qual quero ter a oportunidade de fazer alguma coisa pelo nosso povo. Este sonho se mantém vivo, e independe de apoio e apadrinhamento de alguém. O apoio principal é o do povo, e este que estamos buscando neste momento. Fazia parte do grupo do Prefeito, que tinha conosco o compromisso de nos apoiar, todavia ele fez preferência por outro candidato, não se sabe as razões e motivos, mas me orgulho de ter sido colocado como pré-candidato, e sei que por razões da minha personalidade independente, como sempre fui ensinado de berço a respeitar, mas não se deixar ser manipulado por ninguém. Portanto, se foi este o motivo de não ter sido honrado o compromisso que tínhamos, fico até orgulhoso, pois este ensinamento trago de casa, dos meus pais. 
– Há dois grupos definidos com pré-candidatos, o do prefeito e o da oposição. Como você pretende vencer as eleições com essa definição atual?
R= Carlos, estamos há pouco mais de um ano das eleições, e muitas coisas vão acontecer até lá. Temos muitas pré-candidaturas definidas, com apoio de lideranças, mas estamos com nosso projeto. O eleitor vai ter tempo para conhecer a história, plataforma e proposta de cada candidato. Portanto é baseado nesses elementos que acredito que chegaremos lá. Não estou aqui para criticar ninguém, mas acredito que ofereço o diferencial, para oferecer o melhor para nossa cidade. Estamos dialogando com lideranças que convergem os mesmos ideais, aqueles que não querem fazer a política baseada somente em dinheiro, mas em propostas, diálogos. Acredito que uma campanha propositiva, voltada para o social, pode ser bem mais benéfica que uma campanha baseada somente em dinheiro. Uma campanha pautada somente em dinheiro, traz prejuízos e danos ao povo, que no final paga a conta e é afetado com tudo isso. 
– Existem hoje, além dos dois pré-candidatos de grupo, há também a pré-candidatura do Vereador Valney, que saiu entre os três primeiros. Há a possibilidade de uma união no futuro?
R= Carlos, o Vereador Valney é um grande amigo, e político respeitado com vasta experiência pública. Ele faz parte de um dos melhores quadros de nossa política, e temos muitas idéias em comum, por pensarmos de forma parecida. Não vejo nenhum problema em lá na frente sentarmos, conversarmos para essa proposição, assim como temos também outros pré-candidatos de bom nome, como o Padre Baltazar, Émerson Macêdo, Jeová, e o amigo Berebô, que muitos subestimam, mas que possuem grande capacidade. Sentaremos com todos, e estaremos dialogando, mas sem acordos espúrios pautados em dinheiro, não levaremos esta conta ao cidadão de Poção de Pedras, vamos nos unir, mas dialogando.
– Fonsequinha, hoje você ocupa o cargo de Diretor Executivo da FAMEM (Federação dos Municípios do Estado do Maranhão), aonde o Prefeito Cascaria é tesoureiro. Especula-se que no momento do rompimento, você seria exonerado deste emprego. Como você avalia isso?
R= Carlos, a FAMEM é uma federação composta por todos os municípios do Estado do Maranhão, hoje em torno de 212 prefeitos. Todos esses têm direito a voto. E eles escolheram o Presidente Erlanio Xavier, Prefeito de Igarapé Grande, na oportunidade eu fui apresentado para assumir o cargo de Diretor Executivo pelo Prefeito Cascaria, pelo meu irmão Prefeito Nelson Horácio, e pelo Prefeito de Estreito, Cicin aos quais sou grato pela indicação, mas em momento algum, esta foi condicionada ao meu apoio político a candidatura de alguém em Poção de Pedras.
– E se o Prefeito Cascaria condicionar a sua permanência na FAMEM, ao apoio incondicional ao candidato dele, qual será o teu posicionamento?
R= Carlos, eu creio que o Presidente Erlanio Xavier não irá intervir na FAMEM, simplesmente por causa da política de qualquer um dos municípios filiados. Mas se porventura isso vier a acontecer, e a condição for esta, para que eu permaneça na federação, entre a FAMEM e Poção de Pedras, eu opto por Poção de Pedras, pois tenho que optar pela minha cidade, e pelo futuro do nosso povo. Portanto, se for essa a condição, permaneço Pré-Candidato. 
– O Vereador Joaquim Filho afirmou ao blog que não precisava de dinheiro para fazer campanha contra o Prefeito Cascaria, e hoje está no grupo dele. E você, teria alguma proposta que lhe faria mudar de opinião, ou retornar ao grupo, como por exemplo a vaga de vice?
R= Carlos, a minha primeira eleição que concorri em 1996 ao cargo de vereador em Fortaleza dos Nogueiras-MA, formamos um grupo dissidente do prefeito e fomos pra campanha, não tínhamos sequer um carro para andar, enfrentamos um grupo poderoso de alto poder aquisitivo e saímos vitoriosos, elegemos o prefeito e fui eleito vereador com 13% dos votos válidos do município. E depois disso, vinheram outras eleições… A minha história e o meu passado falam por si só, que o Fonsequinha não se vendeu a político nenhum. Não há nenhum político que diga isso, pois sempre fiz política com o pé no chão, e com convicções, não estou Pré-Candidato para ganhar dinheiro, valor, ou um cargo como prêmio de consolação. Portanto, estou Pré-Candidato pelo bem do meu povo, e não aceitarei vaga de Vice-prefeito como consolação. 
– Seus agradecimentos e considerações finais. 
R= Queria aproveitar a oportunidade para agradecer em primeiro lugar a Deus, em segundo lugar à minha família, meus pais, meu irmão Nelson Horácio, minha esposa e meus filhos, e ao povo de Poção de Pedras, meus conterrâneos do coração, que de forma carinhosa têm nos acolhido e caminhado junto conosco. Fui criado em Poção de Pedras, de família humilde, trabalhando desde criança, sempre ajudando meus pais nas tarefas da fazenda e de casa, e se mantendo fiel aos estudos com muita humildade e responsabilidade. E é essa a minha história como Filho de Poção, que me credencia a lutar pela realização deste sonho. Meu forte abraço a todos, que as bençãos de Deus nos acompanhem nesta longa jornada.
Do Blog do Carlos Barroso
O jovem vereador Jhulio lidera todos os cenários de intenções de voto no município de Poção Pedras. A um pouco mais de um ano para as eleições, o pré-candidato a prefeito pela oposição abre larga vantagem sobre o pré-candidato do prefeito Júnior Cascaria. 
Com forte atuação na zona rural, principalmente no povoado Fortaleza Beira Rio, o vereador revelação da política poçãopedrense dos últimos anos caiu definitivamente nas graças do povo. Segundo o Instituto de Pesquisa, Palestra, Comunicação, Marketing e Assessoria Amazônica LTDA (INSPECMAM), o confronto entre Jhulio e Francisco Pinheiro, vulgo Chico Cascaria, primo do atual prefeito, Jhulio tem 48,68% contra 33,33%, e 17,99% de que não souberam e não quiseram responder (indecisos).
No cenário em que o vereador Valney entra na disputa, Jhulio tem 35,71%, Francisco Pinheiro tem 26,72% , Valney tem 17,99% e 19,58% que não responderam. Ou seja, até com três candidatos Jhulio é o favorito. 
Está explicado o motivo de tanto desespero de aliados do prefeito Cascaria em fabricar diariamente fake news contra Jhulio e seu grupo.
Do Blog Carlos Barroso
1 2 3 4 548