Connect with us
Hora

Notícia Geral

PGR pedirá inquérito contra Aécio, o articulador do golpe

Publicado

em

Pedro França

Principal articulador do golpe que arruinou a economia brasileira, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) será alvo de um novo pedido de inquérito da procuradoria-geral da República; o motivo, desta vez, é o superfaturamento na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais, que foi orçada em R$ 500 milhões e saiu por R$ 2,1 bilhões; na gravação em que defendeu o golpe para estancar a sangria da Lava Jato, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) ouviu de Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, que Aécio seria o primeiro a ser comido; em nota, o PSDB mineiro disse se tratar de assunto requentado; de acordo com a Lava Jato, Aécio teria recebido propinas da Odebrecht, da Camargo Corrêa e da Andrade Gutierrez 


 Principal articulador do golpe que arruinou a economia brasileira, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) será alvo de um novo pedido de inquérito da procuradoria-geral da República.

O motivo, desta vez, é o superfaturamento na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais, que foi orçada em R$ 500 milhões e saiu por R$ 2,1 bilhões.

As informações da nova investigação contra Aécio foram antecipadas pelo jornalista Severino Motta, do Buzzfeed, o mesmo que antecipou a primeira delação da Odebrecht.

Eis um trecho de sua reportagem: 

O BuzzFeed Brasil apurou junto a investigadores que trabalham na Lava Jato que o senador foi acusado de receber dinheiro das empreiteiras que fizeram as obras da Cidade Administrativa em Minas Gerais: entre elas a Odebrecht, OAS e Andrade Gutierrez. A delação da Odebrecht, inclusive, fará com que a Andrade seja chamada para um ‘recall’ de sua delação, uma vez que não revelou os pagamentos destinados a Aécio, em sua colaboração.  Na delação da OAS, o empreiteiro Léo Pinheiro contou que realizou repasses a Oswaldo Borges da Costa Filho, o Oswaldinho, apontado como operador e tesoureiro informal das campanhas de Aécio entre 2002 e 2014. Pelo relato de Pinheiro, cujo acordo de delação foi suspenso no ano passado pelo STF, 3% era o montante da propina paga aos tucanos pela obra mineira.

Na gravação em que defendeu o golpe para estancar a sangria da Lava Jato, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) ouviu de Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, que Aécio seria o primeiro a ser comido.

Em nota, o PSDB mineiro disse se tratar de assunto requentado. Confira abaixo:

 “Trata-se de assunto requentado. O PSDB-MG desconhece a suposta decisão da PGR e rechaça as também supostas acusações em relação ao senador Aécio Neves. O PSDB-MG contesta insinuação de irregularidade em relação à Cidade Administrativa e informa que o edital da licitação foi previamente apresentado ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas, e todos os procedimentos foram acompanhados e auditados por empresa externa ao estado contratada via licitação.

Informamos ainda que o senhor Oswaldo da Costa nunca teve atuação informal nas campanhas do PSDB com as quais colaborou, tendo sempre atuação formal e conhecida na arrecadação de recursos nas campanhas do PSDB.”

Fonte: Brasil 247

Continuar Lendo

Notícia Geral

Flávio Dino: “Se os Governadores tiverem de bancar o auxílio, Bolsonaro provará sua total inutilidade

O Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), criticou neste sábado (27) a declaração de Jair Bolsonaro de que, a partir agora, os governadores que “fecharem seus estados” devem custear uma nova rodada do auxílio emergencial.

Publicado

em

Por

O Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), criticou neste sábado (27) a declaração de Jair Bolsonaro de que, a partir agora, os governadores que “fecharem seus estados” devem custear uma nova rodada do auxílio emergencial.

“Se os governadores tiverem que bancar até o auxílio emergencial, aí mesmo que o presidente da República vai provar sua total inutilidade”, disse o chefe do Executivo maranhense. Os relatos de governadores foram publicados pela coluna Painel.

Quem também criticou o posicionamento de Bolsonaro foi o governador do Piauí, Wellington Dias. “Não é razoável o líder de um país fazer o cidadão ter que escolher entre comida na mesa ou a vida”, declarou Wellington Dias (PT-PI).

“Que absurdo!”, disse a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT-RN). “Até onde vai essa marcha da insensatez liderada pela maior autoridade do país?”, acrescenta.

Neste sábado (27), Bolsonaro voltou a fazer lobby contra o isolamento social, por meio de uma postagem no Twitter.

Pelo menos 13 estados brasileiros estão com taxas de internação por Covid-19 acima de 80% nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da rede pública.

Informações Domingos Costa

Continuar Lendo

Notícia Geral

Bolsonaro diz que, daqui para frente, ‘governador que fechar estado’ deve bancar auxílio

Bolsonaro deu a declaração referindo-se àqueles que adotam medidas mais restritivas para conter o avanço da pandemia de Covid-19, como implantação de toque de recolher e proibição total de atividades não essenciais.

Publicado

em

Por

O Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta sexta-feira (26) em visita a Caucaia, na Grande Fortaleza, que daqui para a frente os governadores que “fecharem seus estados” é que devem bancar o auxílio emergencial.

Bolsonaro deu a declaração referindo-se àqueles que adotam medidas mais restritivas para conter o avanço da pandemia de Covid-19, como implantação de toque de recolher e proibição total de atividades não essenciais.

“A pandemia nos atrapalhou bastante, mas nós venceremos este mal, pode ter certeza. Agora, o que o povo mais pede, e eu tenho visto em especial no Ceará, é para trabalhar. Essa politicalha do ‘fica em casa, a economia a gente vê depois’ não deu certo e não vai dar certo. Não podemos dissociar a questão do vírus e do desemprego”, afirmou o presidente.

“São dois problemas que devemos tratar de forma simultânea e com a mesma responsabilidade. E o povo assim o quer. O auxílio emergencial vem por mais alguns meses e, daqui para frente, o governador que fechar seu estado, o governador que destrói emprego, ele é quem deve bancar o auxílio emergencial. Não pode continuar fazendo política e jogar para o colo do Presidente da República essa responsabilidade.”

No Maranhão, por exemplo, o governador Flávio Dino (PCdoB) já admite medidas mais restritivas (reveja).

Com informações do G1.

Continuar Lendo

Notícia Geral

VEREADORA WÂNIA MELO REÚNE-SE COM MÁRCIO JERRY E MÁVIO ROCHA

A reunião aconteceu em São Luís-MA

Publicado

em

Por

Na manhã da última sexta-feira, 26 de fevereiro, aconteceu a primeira sessão ordinária da Câmara de vereadores de São Luís Gonzaga-MA, na oportunidade, Wânia Melo, vereadora do Partido Comunista do Brasil-PC- do B, usou a tribuna da casa para informar da agenda que teve em São Luís com secretário e deputado federal. 

No dia 17 de fevereiro deste ano, ás 17h no prédio da secretaria de Agricultura familiar do Estado, Wânia foi recebida por Mávio Rocha, secretário adjunto da Secretária de Agricultura Familiar do Estado, a vereadora solicitou do secretário kits de irrigação para o município. 

Márcio Jerry, Wânia Melo e Mávio Rocha

Estamos aqui para ajudar a desenvolver a agricultura dos municípios, a vereadora solicitou kits de irrigação para ajudar os companheiros da agricultura de São Luís Gonzaga, nós vamos mandar para o município, disse o secretário.

Após o fim da reunião com Mávio Rocha, ambos reunira-se com o deputado federal Márcio Jerry, atual secretário de cidades e Desenvolvimento Urbano do Maranhão (Secid). Na reunião, o deputado federal sinalizou que poderá mandar uma emenda para compra de  um tomógrafo para a saúde do município.

Estive em São Luís, buscando melhorias para nossa cidade, estive em reunião com Mávio Rocha, secretário de Estado e com Márcio Jerry, deputado federal, no momento em que estava reunida com Mávio Rocha, solicitei dele kits de irrigação, barracas para feira que irão ajudar o nosso povo tão trabalhador da agricultura. Na reunião com o deputado fiz um pedido de um tomógrafo para o município, Márcio Jerry, colocou-se a disposição para ajudar a cidade, disse a vereadora na tribuna da Câmara 

Continuar Lendo

Destaques da Semana