Connect with us
Hora

Educação

Piso dos professores tem reajuste de 7,64% e vai para R$ 2.298

Publicado

em

O piso salarial dos professores em 2017 terá um reajuste de 7,64%. Com isso, o menor salário a ser pago a professores da educação básica da rede pública deve passar dos atuais R$ 2.135,64 para 2.298,80. O anúncio foi feito hoje (12) pelo Ministério da Educação (MEC).
O piso salarial dos docentes é reajustado anualmente, seguindo as regras da Lei 11.738/2008, a chamada Lei do Piso, que define o mínimo a ser pago a profissionais em início de carreira, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais.
O ajuste deste ano é menor que o do ano passado, que foi de 11,36%. O valor representa um aumento real, acima da inflação de 2016, que fechou em 6,29%. O novo valor começa a valer a partir deste mês.
“Significa um reajuste acima da inflação, cumprindo a legislação”, disse o ministro da Educação, Mendonça Filho. “É algo importante porque significa, na prática, a valorização do papel do professor, que é central na garantia de uma boa qualidade da educação. Não se pode ter uma educação de qualidade se não tivermos professores bem remunerados e motivados”, acrescenta.
A lei vincula o aumento à variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Pela lei, os demais níveis da carreira não recebem necessariamente o mesmo aumento, o que é negociado em cada unidade federativa.
Aumento de R$ 5,083 bilhões nos gastos municipais
Em um cenário de crise, o reajuste preocupa estados e municípios. Estudo divulgado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) mostra que o reajuste do piso salarial dos professores vai gerar um aumento de R$ 5,083 bilhões nos gastos municipais.
De acordo com a CNM, de 2009 a 2016 os gastos com a folha de magistério tiveram uma expansão de R$ 41,829 bilhões. O valor já cresceu 241,9%, muito acima da inflação relativa ao período e maior do que o próprio aumento das receitas do Fundeb.
O Fundeb é formado, na quase totalidade, por recursos provenientes dos impostos e transferências dos estados, Distrito Federal e municípios, vinculados à educação. Além desses recursos, ainda compõe o Fundeb, a título de complementação, uma parcela de recursos federais. Pelo menos 60% desses recursos devem ser destinados a pagamento de pessoal.
Segundo a CNM, atualmente, os municípios comprometem, em média, 78,4% dos recursos do Fundeb apenas com a folha de pagamento desses profissionais, de acordo com dados do Sistema de Informação sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope).
Em 2015, mais de 70 Municípios já comprometiam 100% desses recursos.
O ministro da Educação ressaltou que, ao final do ano passado, o governo antecipou o repasse de R$ 1,25 bilhão do Fundeb. “O pagamento foi honrado ainda dentro do exercício de 2016, o que não ocorria. O prazo para que o repasse fosse feito é até abril do ano subsequente”, disse.
Ele acrescenta que, em 2017, os repasses aos estados e municípios serão mensais, “o que vai totalizar R$ 1,3 bilhão e ajudará o fôlego dos estados e municípios e suas respectivas folhas”, finalizou.
Continuar Lendo

Educação

Em Codó: Instituto Maná participa do encerramento da Jornada Pedagógica da SEMECTI

Na manhã de quinta (04), o Instituto Maná (Escola de Música do Município), participou da Solenidade de encerramento da Jornada Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEMECTI).

Publicado

em

Por

Na manhã de quinta (04), o Instituto Maná (Escola de Música do Município), participou da Solenidade de encerramento da Jornada Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEMECTI). A ONG Instituto Maná, que participou da abertura da jornada, recebeu novamente o convite para participar da programação. Os colaboradores do Maná, Professores e alunos, fizeram uma belíssima apresentação cultural, destacando merecidamente a musicalidade regional nordestina, com xotes, reggaes, e enriquecendo assim, ainda mais o encontro.

A Jornada pedagógica teve o auxílio de diversos especialistas, doutores, mestres em educação, abordando sobre a educação em tempos de pandemia, caminhos para repensar novos espaços de aprendizagem e contou com a participação dos educadores do município , buscando contemplar ao máximo a realidade educacional pública, tanto na sede, educação no campo, educação infantil, ensino fundamental, EJA, educação especial, gestão e supervisão escolar neste atual cenário, abrangendo temas como:  avaliação educacional, plataformas educacionais, saúde dos profissionais da educação, dentre outros temas trabalhados ao longo do evento, afim de se garantir um melhor processo de ensino e aprendizagem.

Confira o vídeo da apresentação musical do Instituto Maná.

Continuar Lendo

Educação

ENEM: ESTUDANTES JÁ PODEM PEDIR REAPLICAÇÃO DA PROVA

Candidatos que não puderam participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por estarem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa e aqueles que não conseguiram fazer as provas por problemas logísticos podem pedir para participar da reaplicação do Enem na Página do Participante. O sistema ficará aberto até o dia 29.

Publicado

em

Por

A partir desta segunda-feira (25), candidatos que não puderam participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por estarem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa e aqueles que não conseguiram fazer as provas por problemas logísticos podem pedir para participar da reaplicação do Enem na Página do Participante. O sistema ficará aberto até o dia 29.

As provas do Enem impresso foram aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro. Nas semanas que antecederam cada uma das aplicações, os candidatos puderam enviar exames e laudos médicos ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Aqueles que ainda não o fizeram poderão, agora, acessar o sistema online. As provas da reaplicação serão nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Além da covid-19, podem solicitar a reaplicação participantes com coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela.

Segundo o Inep, para a análise da possibilidade de reaplicação, a pessoa deverá inserir, obrigatoriamente, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença. Na documentação, deve constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB.

O resultado final será divulgado no dia 29 de março. Os candidatos podem usar as notas para concorrer a vagas no ensino superior, por meio de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, e o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo em instituições privadas.

Fonte: Blog do Professor Gil

Continuar Lendo

Educação

IFMA CAMPUS CODÓ INICIA HOJE INSCRIÇÕES PELA INTERNET PARA CONCORRER VAGAS EM CURSOS

Começa hoje, 18 de Janeiro, até dia 05 de Fevereiro, as inscrições para 160 vagas do Ensino Médio-Técnico do IFMA

Publicado

em

Por

Começa hoje, 18 de Janeiro, até dia 05 de Fevereiro, as inscrições para 160 vagas do Ensino Médio-Técnico dos Cursos de Agropecuária, Agroindústria, Meio Ambiente e Informática do IFMA Campus Codó, e este ano de uma forma diferente, ao invés da prova escrita, será realizado um sorteio eletrônico para evitar aglomeração, o sorteio será transmitido ao vivo pelo canal do Youtube da Instituição.

Os interessados deverão acessar o endereço eletrônico <https://processoseletivo.ifma.edu.br/>;  documentos necessários: RG, CPF, E-mail e assim, acessar o portal do IFMA , fazer um cadastro, logo após, poderá realizar a inscrição com a escolha do Campus e do Curso desejado e em seguida será gerado um código para o sorteio que será dia 24 de Fevereiro,  como nos informou Giordania Tavares – Chefe do Núcleo de Supervisão do IFMA Campus Codó.

Você pode se inscrever gratuitamente no site do IFMA até o dia 05 de fevereiro. Quem não tiver acesso à internet em casa pode se dirigir a dois locais: IFMA Campus Codó e no Pólo da UEMA próximo a Escola Matta Roma, onde haverá espaços com computadores e o auxílio de servidores das 8h às 12h e das 14h às 17h. O uso de máscara nesses locais é obrigatório!

Continuar Lendo

Destaques da Semana